Marcelo Odebrecht prestou novo depoimento à Justiça Federal
Divulgação/STF
Marcelo Odebrecht prestou novo depoimento à Justiça Federal

O ex-presidente da construtora Odebrecht Marcelo Odebrecht prestou depoimento junto à Justiça Federal nesta sexta-feira (4) e disse que é "injusto" acusar ou condendar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por participação em negociações de propina US$ 40 milhões em troca da liberação de financimanentos por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em audiência nesta sexta-feira (4), o empresário disse que, antes, seria necessário rever as contradições nos depoimentos do ex-ministro Antonio Palocci e de seu pai, Emilio Odebrecht. "Como eu disse, não tratei de Lula. Tudo que eu soube de Lula foi através de meu pai, Palocci e Alexandrino (Alencar, ex-executivo da Odebrecht que também firmou delação). E os depoimentos deles estão cheios de contradições.”

Leia também: Delator de pagamento de propinas a Aécio Neves e Edison Lobão é encontrado morto

Segundo o jornal O Estado de São Paulo , a declaração de Odebrecht não é a mesma que ele já havia dito anteriormente à Justiça em um acordo de delação premiada homologado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em dezembro de 2017.

À época, o empresário chegou a afirmar que Lula teria direcionado o pedido feito pelo ex-ministro petista Paulo Bernardo. O depoimento de Odebrecht foi utilizado como base para abrir um de inquérito para investigar Lula, Paulo Bernardo, Palocci e a então senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Leia também: Marcelo Odebrecht deixa prisão domiciliar e visita sede da construtora

Apesar de dizer houve "contradições", Odebrecht não detalhou nenhuma delas. "A essa altura do campeonato, eu não posso dizer nada. Porque eu digo uma coisa, tá lá nos e-mails, meu pai disse que falou comigo, falou com Lula outra. Então eu acho que precisa esclarecer a participação de Lula especificamente, ela precisa ser esclarecida por meu pai e Alexandrino, por meu pai e Palocci", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários