Tamanho do texto

Eduardo Gordo (MDB) reclamou do 'tempo de fala' do colega, Professor Paulo (PCdoB), e partiu para cima dele; caso aconteceu em São Gonçalo

Briga arrow-options
Reprodução
Discussão acabou evoluindo para briga durante sessão na Câmara de São Gonçalo

Os ânimos se exaltaram na Câmara de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, em uma sessão no início da semana. Na data, curiosamente o Dia Nacional dos Vereadores, os parlamentares Eduardo Gordo (MDB) e Professor Paulo (PCdoB) discutiram durante a sessão, com Gordo partindo para cima de Paulo e dando início a briga.

Leia também: Operação mira esposa e cunhado de acusado de matar Marielle Franco

A cena, capturada pela TV Câmara, mostra que a briga começou após Eduardo se revoltar com tempo de fala do colega na tribuna da Casa. "Não repita meu nome, ou então, eu corto sua língua", disse ainda sentado, Eduardo Gordo. Em seguida, ele segue em direção ao parlamentar e dá um soco em Paulo. Após a confusão, a plenária continuou normalmente.

Veja as imagens

Segundo a Câmara de São Gonçalo , o presidente da Casa, Diney Marins (PPS), já tomou as medidas cabíveis e acionou a Comissão de Ética.

"Por mais que entenda que os temas debatidos despertem paixões e discussões acaloradas, a Câmara entende que a violência não tem lugar no debate democrático e não pode nem deve ser utilizada sob qualquer pretexto", informou a Casa, em nota.

Já o  PCdoB repudiou o ocorrido e informou que um registro de boletim de ocorrência foi feito na 72ª DP (São Gonçalo) e o exame de corpo de delito já foi feito. "O agressor responderá judicialmente pelo ato", disse o partido, no texto.

Leia também: Caso Raíssa: mãe do garoto diz que ele pode ter sido coagido por terceira pessoa