Ideia de Alcolumbre é suspender decisão que permitiu operação de busca e apreensão no Congresso contra o senador Fernando Bezerra (MDB-PE).
Marcos Oliveira/Agência Senado
Ideia de Alcolumbre é suspender decisão que permitiu operação de busca e apreensão no Congresso contra o senador Fernando Bezerra (MDB-PE).

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre,  junto com líderes da Casa  se reuniram com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli,   na manhã desta terça-feira. No encontro, os senadores apresentaram um recurso pedindo a suspensão da decisão que permitiu uma operação de busca e apreensão realizada no Congresso contra o líder do governo, senador Fernando Bezerra (MDB-PE).

Leia também: Partidos de esquerda denunciam Witzel ao STJ por "política de extermínio"

"Nós, a advocacia do Senado Federal e a Mesa Diretora, faremos um recurso que vai ser protocolado agora no gabinete do STF pedindo uma suspensão dessa decisão monocrática que adentrou o Congresso Nacional, a Câmara e o Senado", anunciou Alcolumbre , antes do encontro.

O presidente do Senado destacou a importância do gesto: "Esse é um momento de reafirmação do poder Legislativo".

Você viu?

Na última quinta-feira, o senador Fernando Bezerra foi alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal em seu gabinete. Caso o recurso feito pela Casa seja acatado pelo Supremo, as provas obtidas por meio das buscas não poderão ser usadas em processos.

A operação apura suspeitas de desvios em obras públicas do Ministério da Integração Nacional, da época em que Bezerra era ministro da pasta no governo Dilma Rousseff (PT), para recebimento de propina por meio de doleiros.

Leia também: Davi Alcolumbre perde paciência com líderes e decide pautar projetos sozinho

A ação se baseia em uma delação premiada assinada como desdobramento da Lava-Jato , do doleiro João Lyra, em um inquérito que apura irregularidades em obras da transposição do Rio São Francisco.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários