Tamanho do texto

Depois de entrar em conflito com Eduardo Bolsonaro e deixar o partido do presidente, Juíza Selma irá compor a segunda maior bancada do Senado

Moro de Saias arrow-options
Jefferson Rudy / Agência O Globo
Senadora fará parte da segunda maior bancada do Senado

A senadora Juíza Selma (MT) está de casa nova. Depois de entrar em atrito com integrantes do PSL, entre eles Flávio Bolsonaro, a parlamentar conhecida como 'Moro de Saias' irá se filiar nesta quarta-feira (18) ao Podemos, passando a compor a segunda maior bancada do Senado.

Leia também: Projeto Ártemis: conheça a audaciosa missão dos EUA para colonização da lua

Na última semana, a senadora, que ganhou o apelido de ' Moro de Saias ' no tempo em que era juíza federal de 1ª instância e defensora da Operação Lava Jato, disse que recebeu ligação do filho do presidente , mandando que ela retirasse a assinatura de apoio a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Toga.

A 'pressão interna' foi apontada por ela como o estopim para a saída do PSL e a busca por um novo partido.

"A senadora Juíza Selma esclarece que devido a divergências políticas internas, entre elas a pressão partidária pela derrubada da CPI da Lava Toga, está avaliando a possibilidade de não permanecer no PSL”, dizia a nota divulgada por ela no último dia 10.

Mais votada do Mato Grosso, a senadora exerce seu primeiro mandato político. Integrante do grupo "Muda Senado" e favorável à CPI dos Tribunais Superiores, a parlamentar disse estar "feliz e honrada" pelo convite do Podemos .

Leia também: Conheça kaluta, o marsupial que morre após 'orgia sexual' de 14h

"Mantenho meus princípios de magistrada e de pessoa que preza pelo combate à corrupção . No Podemos, reitero meu compromisso com o povo mato-grossense e com o Brasil, e com o comportamento ético no trato da coisa pública", garantiu.