Tamanho do texto

Deputado João Campos é visto com bons olhos pelo PSB para suceder Geraldo Júlio, que não pode se reeleger prefeito

IstoÉ

João Campos arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Filho de Eduardo Campos, João Campos (PSB) pode ser candidato à prefeitura do Recife


O deputado federal João Campos (PSB-PE), de 24 anos, está seguindo os passos do pai, o ex-governador Eduardo Campos , morto num acidente aéreo em 2014, quando disputava a presidência da República. O PSB pernambucano começa a articular a candidatura do jovem deputado a prefeito de Recife no ano que vem. O prefeito Geraldo Julio (PSB), reeleito em 2016, não pode participar do pleito.

Leia também: Ministério Público arquiva investigação sobre morte de Eduardo Campos

Petistas soltos

A juíza Ana Carolina Bartolamei Ramos, de Curitiba, determinou que o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, cumpra o resto da pena em casa, com o uso de tornozeleira eletrônica. Mas ele deve permanecer morando e trabalhando em Curitiba. O PT lhe arrumou uma sinecura na CUT do Paraná, porque trabalhar nunca foi o seu forte. Antes dele, a Justiça já havia mandado soltar Marcelo Oldebrecht, Aldemir Bendine, Guido Mantega, Antonio Palocci e uma infinidade de outros bandidos que dilapidaram os cofres públicos na gestão do PT. Ficam um pouquinho na cadeia e, depois de delatarem amigos ou de contarem com a conivência de magistrados companheiros, acabam indo cumprir pena em suas confortáveis casas. Nesses casos, o crime sempre compensa.

Bancoop

Além de ter saqueado os cofres da Petrobras, Vaccari destruiu o sonho de 6 mil cooperados da Bancoop, que depositaram todas
as economias na compra de um imóvel, que nunca lhes foi entregue. Poucos, como Lula, conseguiram. Ganhou de presente um tríplex no Guarujá, graças à OAS, que terminou as obras da quebrada Bancoop.

Leia também: João Vaccari é autorizado a cumprir pena em casa, com tornozeleira eletrônica

Falta Lula

Como aos poucos os petistas vão deixando os presídios, agora o PT espera pela libertação de Lula. Ele já teria direito à progressão de pena e é possível que também vá para casa. Pelo menos, por enquanto, já que o TRF-4 analisa a condenação de 12 anos no caso do sítio de Atibaia: se a sentença for confirmada, o petista volta para a cadeia.

Rápidas

* O governador João Doria desembarca neste final de semana em Tóquio, para uma visita de uma semana ao Japão, incluindo uma reunião com a Toyota. A montadora anunciará pesados investimentos em São Paulo, inclusive para a produção de um novo automóvel.

* O salário mínimo para o ano que vem não terá aumento real. O valor foi fixado pelo governo em R$ 1.039,00 – hoje é R$ 998,00. Haverá um aumento de R$ 41,00. Não dá para comprar dez litros de gasolina. Pobre povo.

* A situação não vai melhorar tanto assim em 2020. Executivos de bancos, como o Bradesco, estão prevendo que a economia vai crescer só 1,9%, abaixo dos 2,2% previstos. Este ano, o crescimento será de 0,8%. Muito baixo.

* O próprio IBGE diz que temos 38,6 milhões de trabalhadores informais, sem contar os 13 milhões de desempregados. Significa que, cada vez mais, o brasileiro virou camelô de produtos pirateados nas grandes cidades.

    Leia tudo sobre: Lula