Tamanho do texto

Partido acusa deputado de ataque indevido e quebra de decoro ao desrespeitar simpatizantes e filiados do PT

Deputado federal Carlos Jordy (PSL) arrow-options
Rogério Dias/Divulgação
Carlos Jordy (PSL-RJ) foi denunciado ao Conselho de Ética pelo PT


O deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) foi denunciado pelo Partido dos Trabalhadores ao Conselho de Ética e Decoro da Câmara por ter acusado o PT de ser o “partido dos traficantes”. A declaração aconteceu após um vazamento de uma liderança do PCC dizendo que na época em que o PT estava no governo, o “diálogo era cabuloso”.

Leia também: "Carlos Bolsonaro é a pessoa que puxa o governo para o desastre", diz Kataguiri

Na representação, o partido acusa Carlos Jordy de "ataque indevido aos milhares de filiados e simpatizantes do PT e a seus deputados”. Cabe ao presidente do Conselho de Ética e Decoro, Juscelino Filho (DEM-MA) escolher um relator para o caso em que será avaliado o prosseguimento ou não da denúncia.

Um dos principais apoiadores do governo Bolsonaro na Câmara, Carlos Jordy é crítico do PT e publicou nas redes sociais um vídeo em que sugere uma luta contra um deputado petista e lhe arranca a cabeça.

Leia também: Corrupção, briga e cuspe: quebra de decoro e por que ela é quase lenda no Brasil

A representação pode ser a oitava do ano no Conselho de Ética e Decoro. A primeira contra um deputado do PSL. O PT já teve a deputada Maria do Rosário acusada.