Tamanho do texto

“Pode fazer bom uso dessa grana. No Brasil não precisa disso”, afirmou o presidente

amazonia com queimadas arrow-options
Divulgação
Alemanha critica falta de agenda clara contra o desmatamento no Brasil

O presidente da República J air Bolsonaro afirmou, na manhã deste domingo, não estar preocupado com a suspensão do equivalente a R$ 151 milhões em investimentos alemães para o Fundo Amazônia. De acordo com Bolsonaro, o país europeu vai “deixar de comprar à prestação a Amazônia”, e provocou: “Pode fazer bom uso dessa grana. No Brasil não precisa disso”. 

Bolsonaro passeia de moto em Brasília e anda de jet ski no lago Paranoá

De acordo com a reportagem publicada pelo jornal alemão Tagesspiegel, a justificativa para a suspensão teria sido a grande incerteza que ronda o programa de preservação da floresta. Segundo a ministra do Meio Ambiente da Alemanha , Svenja Schulze,“a política do governo brasileiro deixa dúvidas sobre se ainda busca uma redução nas taxas de desmatamento”. Assim, a condição para que a doação volte ao país seria a apresentação de um plano claro do governo Bolsonaro sobre o futuro das ações contra o desmatamento .

Em sua fala deste domingo, porém, Bolsonaro insinuou que o interesse real do país europeu seria apoderar-se da floresta. Quando questionado sobre a preocupação com um possível prejuízo à imagem do Brasil no exterior , o presidente indagou: “grandes países estão interessados na imagem do Brasil, ou em se apoderar do Brasil?”

Leia também: Declarações chocantes marcam mandato de Bolsonaro. Especialista analisa frases