Tamanho do texto

Ministro omitiu uma palestra remunerada que fez em 2016 na prestação de contas ao TRF4; ele justifica que doou o valor recebido para caridade

sergio moro arrow-options
Isaac Amorim/MJSP - 30.7.19
Sergio Moro se explicou nas redes sociais sobre uma palestra remunerada que deu em 2016

Sergio Moro voltou a falar em seu Twitter sobre uma palestra remunerada, que deu na cidade de Novo Hamburgo (RS) em setembro de 2016 ainda como juiz, ao grupo de comunicação Sinos e que foi revelada na série ‘Vaza Jato’, do site The Intercept.

Na madrugada deste domingo (04), a Folha de S. Paulo publicou uma nota em que dizia que o  ministro da Justiça e Segurança Pública não declarou essa palestra remunerada ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região e que isso seria contra a lei.

Em resposta Moro disse que não relatou a palestra remunerada por “puro lapso” e que o valor de R$ 10 mil foi doado a entidade beneficente Pequeno Cotolengo, que trabalha pelos cuidados de pessoas com deficiência.

Após a declaração, o jornal voltou a publicar uma nota dizendo que o ministro “distorceu” a matéria por ter questionado que fez o cadastro e que isso seria “mais importante do que a caridade”.

Novamente Sergio Moro usou suas redes sociais para se pronunciar contra a Folha de S. Paulo e criticou a publicação por não ter postado seu direito de resposta. Em sua série de explicações o ex-juiz escreveu que em 2016 não foi totalmente sincero e que escondeu os ganhos da palestra por “soar como inadequada autopromoção”.

Leia também: Assessor do GCI, general Villas Bôas defende uso de maconha medicinal

Leia o tweet de Moro abaixo: