Tamanho do texto

Maioria dos líderes se inclinavam pelo voto favorável ao pacote de alterações nas regras para a aposentadoria; reforma foi aprovada por 379 a 131 votos

Na noite desta  quarta (10) a reforma da Previdência (PEC 6/2019) foi aprovada em primeiro turno na Câmara por 379 votos a 131, o resultado foi anunciado por Rodrigo Maia, presidente da Casa. A próxima etapa é votar os destaques que podem alterar o texto-base já aprovado.

Leia também: Com votação da Previdência à vista, Bolsonaro visitará a Câmara nesta quarta

Rodrigo Maia discursando arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia discursando

Antes de anunciar o resultado da votação da reforma , o presidente da Câmara, Rodrigo Maia , fez um discurso, no qual ele parabenizou o legislativo pela aprovação da proposta, falou sobre a imprensa, democracia, investimentos e mais. 

Leia também: "Teremos uma longa noite", diz Maia sobre deliberação da Previdência

"Investidor de longo prazo não investe em país que ataca suas instituições", disse o presidente da Casa fazendo referência aos opositores.

Leia também: Maia não vê exagero em aumento de R$ 2 bilhões no fundo eleitoral

Ao falar do centrão , conjunto de partidos que não possuem orientação ideológica específica e  que tem como objetivo assegurar uma proximidade ao poder executivo para garantir vantagens, o presidente da Casa falou sobre a visão da imprensa sobre o conjunto e clamou pelo renovação da influênca da Câmara.

"Centrão é aquilo que ninguém sabe o que é, mas [acham que] é do mal.... Durante 30 anos diminuíram a importância dessa Casa e o nosso papel é recuperar essa força da câmara, porque recuperando a força, nós recuperamos a democracia", completou Rodrigo Maia .

    Leia tudo sobre: Casa