Tamanho do texto

Veículos apontam desde "reviravolta no Caso Lula" à imparcialidade na atuação do ministro Sérgio Moro nas investigações da Lava Jato; confira

Moro
José Cruz/Agência Brasil - 8.5.19
Série de matérias afirma que Moro fazia intervenções nos processos de investigação da Lava Jato

Após site The Intercept Brasil revelar diálogos entre o ministro da Justiça Sérgio Moro e o procurador do Ministério Público Federal (MPF) Deltan Dallagnol, a imprensa internacional noticiou o caso, apontando a intervenção do juiz no andamento da Operação Lava Jato e a provável falta de provas no caso que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O vazamento das conversas foi a principal notícia na seção internacional da edição espanhola do El País . No texto, o jornal aponta a dúvida sobre a imparcialidade da Lava Jato e diz que “Moro recomendou ao procurador que ele mudasse a ordem de uma das etapas da investigação, cobrou mais agilidade nas operações, deu conselhos estratégicos e pistas informais de investigação, e antecipou ao menos uma de suas sentenças, criticou e sugeriu recursos ao Ministério Público, além de reclamar de Dallagnol, como se fosse seu superior hierárquico”.

Leia também: Advogados de Lula se reúnem para discutir estratégia após mensagens da Lava Jato

Moro no El País
Reprodução
Imprensa internacional repercute sobre vazamento de conversas entre Moro e Dallagnol

Enquanto isso, na França, o jornal Le Monde questionou ao público: “E se o maior escândalo de corrupção na história do país tivesse sido manipulado?”. No texto, o jornal ainda aponta que as revelações são capazes de comprovar que a tentativa por parte da investigação da Lava Jato de impedir que Lula “retornasse ao poder”.

Ainda na Europa, o jornal suíço Le Temps alegou a existência de uma “reviravolta no Caso Lula ” e afirmou que a investigação da Lava Jato “manobrou” para impedir o retorno do ex-presidente.

A notícia também chegou ao outro lado do mundo e repercutiu na imprensa asiática. Sob o título de “Relatório afirma que Lula foi preso para que ficasse fora das eleições de 2018”, o The Japan News relatou as revelações do The Intercept Bras il e apontou os prejuízos que o vazamento pode trazer ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).  

Leia também: “Nem posso dizer que são autênticas”, diz Moro sobre mensagens com Dallagnol

Da mesma forma no Quatar, o canal Al Jazeera relatou sobre os vazamentos sobre a Lava Jato  e que o ministro da Justiça brasileiro “colaborou com os procuradores para condenar o líder esquerdista por acusações de corrupção”.

    Leia tudo sobre: Lula