Tamanho do texto

Polêmica sobre o controle do órgão é a que mais dividiu os parlamentares na votação de ontem e transferência é vista como derrota para o governo

Sergio Moro
Marcelo Camargo/ABr
Sérgio Moro afirmou que perdas e ganhos fazem parte da democracia e lamentou a transferência do Coaf

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, se manifestou na manhã desta quinta-feira (23) sobre a decisão tomada pela Câmara dos Deputados, nesta quarta (22), de transferir o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da pasta que ele comanda para o Ministério da Economia.

Segundo Sergio Moro , "faz parte da democracia perder ou ganhar". A polêmica sobre o controle do Coaf é a que mais  dividiu os parlamentares na votação de ontem e a decisão pela transferência é vista como uma derrota para o governo Bolsonaro e seu ministro da Justiça.

"Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o Coaf do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância", escreveu Moro no Twitter. "Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP e o plano de fortalecimento do Coaf", publicou.

Leia também: Oposição tenta derrubar novo decreto de armas no Senado

O órgão fazia parte do Ministério da Fazenda até o fim do governo Temer. A MP transferiu o órgão para o Ministério da Justiça , mas a comissão especial decidiu devolver o órgão para a equipe econômica e o colocou no Ministério da Economia.