Tamanho do texto

Justiça do Rio aceitou a transferência de Eduardo Cunha para o estado, mas decisão final ficará a cargo da Justiça do Paraná, que ainda não se posicionou

Eduardo Cunha com a mão na cabeça e olhos fechados
José Cruz/Agência Brasil - 13.07.2016
O ex-deputado Eduardo Cunha cumpre pena de prisão desde 2016

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido de transferência do ex-deputado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e ele agora poderá cumprir a pena em um presídio do seu estado natal. As informações foram divulgadas no blog do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo .

Leia também: Deputado quer discutir decreto com Bolsonaro: "Doido entende outro doido"

A decisão é do juiz titular da Vara de Execuções Penais Rafael Estrela. O processo agora retorna à Justiça do Paraná, que dará a decisão final sobre a possível transferência de Eduardo Cunha .

Antes de decidir sobre a mudança, no começo de abril, a juíza Luciani Maronezi, da 2ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, resolveu consultar as autoridades do Rio de Janeiro para saber se havia vagas disponíveis no estado para receber Cunha.

O político  está preso em Curitiba desde outubro de 2016. Ele foi condenado no âmbito da Operação Lava Jato a 14 anos e seis meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Leia também: Líder do DEM diz que governo não tem votos suficientes para nova Previdência

Em abril deste ano, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido da defesa do ex-deputado de anulação da pena por lavagem de dinheiro. Os advogados argumentavam que Eduardo Cunha havia sido condenado duas vezes em razão do mesmo ato, mas os ministros do STF entenderam que há provas do cometimento de dois crimes.

    Leia tudo sobre: Eduardo Cunha