Tamanho do texto

Ex-presidente petista ironizou o que chamou de 'descontrole' de Bolsonaro sobre os seus filhos: "Se ele solto não controla o dele, imagina eu preso"

Lula
Lula Marques/Agência PT
'Eu tenho um filho que eu não controlo. Se ele [Bolsonaro] solto não controla o dele, imagina eu preso', escreveu Lula

Por meio de sua conta oficial no Twitter, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) respondeu, nesta sexta-feira (10), aqueles que, segundo ele, perguntam como, mesmo detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, continua mantendo seu perfil ativo nas redes sociais. Na publicação, o petista aproveitou para atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Leia também: Quem é Carlos Bolsonaro, o 'pitbull' que ladra e morde mesmo fora do Planalto?

"Perguntaram aqui como eu tuíto. Do mesmo jeito que o Bolsonaro. Eu tenho um filho que eu não controlo. Se ele solto não controla o dele, imagina eu preso", escreveu Lula – ou seu filho, em seu nome. A publicação foi ao ar na manhã de hoje e acumula interações na rede social.

A referência à família de Bolsonaro atinge diretamente o filho chamado de "Zero Dois" pelo presidente, o vereador eleito pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro. Afinal, é ele quem esteve por trás do perfil oficial de Bolsonaro durante as eleições e, depois delas, é ele quem segue ajudando o pai na gestão da sua conta no Twitter.

O vereador, no entanto, também causa polêmicas por declarações publicadas em seus próprios perfis nas redes sociais. Ele é quem tem alimentado críticas a ala militar do governo e protagonizado discussões com a oposição, com a imprensa e com figuras importantes na gestão do pai.

Ontem,  Carlos atacou colegas dos partidos de oposição por fazerem comentários negativos em relação ao governo federal. Em uma publicação no Twitter, o segundo filho do presidente pediu para que os seus seguidores reclamarem com os parlamentares "para que falem do Rio".

O vereador , no entanto, é presença frequente em eventos em Brasília ao lado do pai, em viagens com a comotiva da Presidência da República e em sessões no Congresso Nacional. Por conta disso, seguidores acusaram o parlamentar de "hipocrisia".

Muitos chamaram Carlos de "vereador federal" e o acusaram de faltar a sessões na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro para comparecer a eventos em Brasília. Outros lembraram da postura combativa da família Bolsonaro em relação ao governo federal em gestões passadas.

Alguns minutos mais tarde, Carlos Bolsonaro fez uma nova postagem, na qual pediu para a população "acordar". Na mesma publicação, o filho de Jair Bolsonaro diz "não temer pelo seu fututo político".

Leia também: Carlos Bolsonaro se confunde e critica jornal por matéria que falava da Espanha

"População, respeitosamente, acordemos! As coisas estão todas invertidas e muitos ainda não percebem! O problema não é de governo, é de nação! Mesmo que me custe algo maior, não me preocupa meu futuro político, mas com o que muitos estão caindo e o amanhã livre pode não existir", escreveu Carlos Bolsonaro.

O filho do presidente comentou a publicação de Lula dizendo que acha que o ex-presidente controla, sim, seu filho: "Sempre cuidou até das economias dele, inclusive a parte das propinas, segundo seu grande amigo Palocci em delação premiada. Não adianta tentar criar álibi agora pra dizer que não sabia disso também!", escreveu.

    Leia tudo sobre: lula