Tamanho do texto

Governador do Rio de Janeiro cobra liberação de emendas parlamentares para aprovação de reforma da Previdência pelos deputados na Câmara

Wilson Witzel
Antonio Cruz/ABr
Wilson Witzel luta pela reforma da Previdência no Rio de Janeiro


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, cobrou nesta quarta-feira (8) a liberação de emendas parlamentares pelo governo federal para que os deputados e senadores votem a reforma da Previdência. Segundo ele, esse método de negociação é "usado no mundo inteiro". 

Leia também: Witzel é denunciado à ONU por aumento de mortes em ações policiais

"Você tem de agregar os deputados, porque eles precisam devolver para os estados os seus compromissos com a população. Precisam mostrar que você não está só tirando direitos (ao votar a reforma da Previdência), você está dando direitos também. Estão fazendo as políticas públicas essenciais, que estão comprometidos com nova escola, hospital", disse Witzel .

Witzel disse que os governadores "estão ansiosos para ajudar na reforma da Previdência", mas "precisam ter diálogo melhor para também ter a bancada contemplada com a necessidade de se levar as emendas para os estados".

Leia também: Governador sanciona lei que torna São Jorge e São Sebastião padroeiros do Rio

"Os deputados precisam fazer política. Se você vota a reforma da Previdência , que é impopular, porque mexer em direitos sempre é impopular, os deputados precisam fazer sua política, mostrando que eles estão em condições de oferecer outras alternativas", disse.

Para ele, "é importante que o governo sinalize para uma melhor articulação política para poder votar (a reforma da Previdência)". 

"Tem que liberar (as emendas). Elas são fundamentais para fazer politica. No mundo inteiro é assim"., afirmou.

Leia também: Helicóptero usado por Witzel atirou em tenda de grupo evangélico, afirma morador

Witzel participou do café da manhã com Bolsonaro, na residência oficial do Senado, nesta quarta-feira. À tarde, em passagem pelo Congresso, entregou o texto de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) sobre concessões ao senador Zequinha Marinho (PSC-PA). Segundo ele, seu correligionário recolherá assinaturas para protocolá-la.

"Para que possamos ajudar a aumentar a capacidade de fazer concessões de energia elétrica, ferrovias, aeroportos. Ou seja, trazer dinheiro novo. Então, essa é uma PEC, que, se aprovada no Congresso, vai ajudar os governadores a ajudarem a União a ter dinheiro novo com novas concessões", disse Witzel .