Tamanho do texto

General foi alvo da investigação sobre supostas ofensas a ministros do STF e comentou a polêmica entre o escritor e a ala militar do governo Bolsonaro

Paulo Chagas
Reprodução/Facebook
General Paulo Chagas saiu em defesa da ala militar do governo

O general Paulo Chagas entrou na briga entre militares e Olavo de Carvalho nesta quarta-feira (8). Em sua conta do Twitter, o candidato derrotado nas eleições para o governo do Distrito Federal rebateu uma fala do escritor e afirmou que ele defeca pela boca. 

"Dizem que Olavo disse: 'A quem me chama de desocupado não posso nem responder que desocupado é o cu dele, já que não para de cagar o dia inteiro'. O ânus é o órgão excretor, se faz sua função o dia inteiro, não é desocupado. Desocupado é o ânus do Olavo que foi substituído pela boca", escreveu o general Paulo Chagas .





O general Paulo Chagas foi um dos alvos da investigação sobre supostas fake news e ofensas contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), ordenada por Alexandre de Moraes em abril. Na época, ele teve as redes sociais bloqueadas.

Com a mensagem publicada nesta manhã, o militar se torna mais um personagem da polêmica com o "guru intelectual" do presidente Bolsonaro, que teve início quando o ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, foi atacado por Olavo de Carvalho e seus apoiadores nas redes sociais. 

Após a troca de farpas, o general Villas Bôas , um dos nomes mais respeitados nas Forças Armadas, saiu em defesa da ala militar do governo e afirmou que o escritor está prestando "enorme desserviço ao País". Olavo, por sua vez, voltou a atacar e chamou Villas Boas de  "doente preso a cadeira de rodas". 

Mesmo tendo sido procurado por Santos Cruz para falar sobre os ataques, o presidente Jair Bolsonaro declarou que continua admirando o ideólogo e afirmou que não existe divisão entre militares e olavistas no governo. "É um time só", defendeu.