Tamanho do texto

Fisco esclarece, no entanto, que dados da ex-presidente não foram vazados, porque documento foi entregue sem número do recibo

Dilma Rousseff
Divulgação/PT
Dilma Rousseff foi vítima de fraude em declaração do Imposto de Renda


A Receita Federal confirmou nesta terça-feira que recebeu uma declaração deImposto de Renda falsa, com dados da ex-presidente Dilma Rousseff . A fraude foi detectada pela própria ex-presidente, quando tentou enviar o documento e descobriu que outra declaração em seu nome já havia sido encaminhada ao Fisco. A informação foi publicada nesta segunda no blog do colunista Lauro Jardim, do GLOBO .

Leia também: Seguranças de Dilma são os funcionários do Executivo que mais custaram em 2019

Segundo o subsecretário de arrecadação, cadastros e atendimento da Receita, Frederico Faber, o documento falso foi enviado sem o recibo da declaração do ano anterior e já foi descartado pelo órgão, a pedido de Dilma . Hoje, há três níveis de segurança para envio da declaração do IR: sem recibo da declaração do ano anterior, com o recibo e com o certificado digital, considerada a forma mais segura de todas.

Leia também: Dilma nega desvios em MP de Lula pró-montadoras: "Se tivesse, eu reportaria"

Faber destacou que, como a declaração falsa não tinha o número do recibo do ano anterior, não houve vazamento dos dados da ex-presidente. Ou seja, quem enviou teve acesso ao nome e ao CPF da ex-presidente, mas não à declaração dela do ano anterior. O Fisco chegou a proibir o envio do documento sem o número do recibo em 2008, mas a regra mais rígida foi revertida no ano seguinte.

Leia também: "Lula e Dilma são mais inteligentes que eu. Valeu, Datafolha", ironiza Bolsonaro

"Houve uma entrega sem recibo, identificado pela contribuinte. Como não houve entrega com recibo, a gente pode garantir que não houve nenhum vazamento de dados. A gente procedeu o cancelamento da declaração a pedido da contribuinte", disse o subsecretário.

O Fisco já começou a apurar a origem da fraude. Faber disse que o órgão é capaz de identificar quem enviou a declaração em nome de Dilma . O resultado da apuração deve ser encaminhado à Polícia Federal e ao Ministério Público, já que tudo indica que houve intenção de fraude.