Tamanho do texto

Deputado protocolou o pedido nesta terça-feira e argumentou que o vice-presidente apresentou "conduta indecorosa" contra Bolsonaro, entenda

Olavo de Carvalho
Reprodução
Olavo de Carvalho vinha fazendo críticas a Mourão recentemente

"Guru intelectual" de Jair Bolsonaro, o escritor Olavo de Carvalho teria incentivado o deputado Marco Feliciano (Pode-SP) a apresentar um pedido de impeachment contra o vice-presidente Hamilton Mourão. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo .

Leia também: "Mourão sente cheiro do poder e pode dar rasteira em Bolsonaro", diz Feliciano

Feliciano esteve com Olavo de Carvalho há pouco tempo nos Estados Unidos, onde o informou sobre a ideia. “Eu disse que estava pensando em apresentar o pedido e ele [Olavo] falou: ‘Faça o que for possível para blindar o presidente. Ele não está conseguindo governar", disse o deputado à Folha

O pastor vinha fazendo críticas ao vice-presidente nas redes sociais frequentemente e, nessa terça-feira (16), protocolou o pedido de impeachment , argumentando que o general apresentou "conduta indecorosa, desdizendo tudo que o presidente da República diz". 

Um dos exemplos apresentados por Feliciano é o de uma curtida de Mourão a um tweet da jornalista Rachel Sherazade, em que ela afirmou que quando o presidente sai do País, o Brasil de fato é governado. "E lá vai o nosso vice-presidente e curte esse tipo de fala", criticou.  O deputado também disse que a iniciativa é apenas um recado e que "não é um tiro para matar, é um tiro para o alto". 

Olavo de Carvalho também fez críticas ao vice algumas vezes. Na semana passada, em entrevista ao Programa do Bial , da Rede Globo, o escritor afirmou que Mourão "parou com aquelas besteiras" mas que, por fora,  "continua bancando o gostosão". O vice-presidente ainda não se manifestou sobre o pedido de impeachment. 

    Leia tudo sobre: impeachment