Tamanho do texto

Presidente participa de comemoração antecipada do Dia do Exército, que é celebrado em 19 de abril, mas foi antecipado por conta da Semana Santa

Bolsonaro
Alan Santos/PR
Bolsonaro disse que exército "respira e transpira" liberdade

Durante celebração pelo Dia do Exército, na manhã desta quarta-feira (17)', o presidente JairBolsonaro afirmou que a instituição tem compromisso com a democracia e sempre esteve ao lado do povo no momento em que precisa.

Leia também: Bolsonaro entra nos mais influentes da Time como "homofóbico ultraconservador"

"O Exército respira e transpira democracia e liberdade", disse Bolsonaro , que é capitão reformado do Exército, no Quartel General em Brasília.

O Dia do Exército é celebrado no dia 19 de abril, mas a comemoração foi antecipada devido ao feriado da Semana Santa. Na última semana, Bolsonaro gerou polêmica ao comentar a morte do músico Evaldo dos Santos Pereira, atingindo quando o carro em que estava com a família foi atingindo por 80 tiros por militares. Na ocasião, o presidente disse que “o Exército não matou ninguém” e classificou a ocorrência como “um incidente.”

Neste ano, Bolsonaro também determinou que as Forças Armadas fizessem as “comemorações devidas” do golpe militar de 64. Após repercussão, disse que a determinação havia sido para “rememorar.” No dia 31 de março,  o Planalto divulgou exaltando a tomada do poder pelos militares há 55 anos.

Leia também: Eduardo Bolsonaro vai a Hungria e Itália encontrar líderes da extrema direita

Em seu discurso , Bolsonaro afirmou que se inspirou no ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Boâs , para ocupar a presidência. Ele ainda voltou a prometer a criação de colégios militares nas capitais que ainda não possuem este modelo de escola.

O presidente afirmou que o país vai ocupar “ o lugar de destaque” que merece com “a ajuda de Deus e pessoas de bem.” "Acreditem: o Brasil mudou, o Brasil está melhor", finalizou Bolsonaro .