Tamanho do texto

Líder do governo no Congresso, a deputada afirmou que a responsabilidade pela articulação política é "do governo todo" e que é injusto culpar o ministro

undefined
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Joice Hasselmann é líder do governo no Congresso Nacional

A líder do governo no Congresso Nacional, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou, em entrevista à  GloboNews , que a responsabilidade pela articulação política é "do governo todo" e se autodenominou "ministra da pacificação nacional". 

Leia também: Joice Hasselmann apaga posts criticando a ditadura depois de comemorar golpe

Joice Hasselmann afirmou que é injusto colocar a culpa pela articulação política do governo no ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, pois ele "estava praticamente sozinho" antes da escolha dos líderes do Congresso. "Nós temos um governo inteiro para fazer articulação. Nós temos do presidente da República a todos os ministros, todos os generais e um núcleo de articulação que começou a funcionar agora", defendeu. 

Para a deputada, era "humanamente impossível" que ele tomasse conta da Casa Civil e fizesse a articulação na Câmara e no Senado, ao mesmo tempo em que ocorriam eleições para a presidência das duas Casas. Ela ainda ressaltou que Onyx teve "participação ativa" na vitória de Davi Alcolumbre para o comando do Senado. 

"Agora que você tem uma líder do governo no Congresso. Há pouco tempo, veio o líder do governo no Senado, que também é recente. E estava lá só o líder do governo na Câmara tentando de alguma forma dar sua contribuição e ainda recebendo algumas caneladas no meio do processo. Então, o ministro Onyx fez tudo que era possível", afirmou Joice. 

Leia também: Joice diz que tweets de discussão com Kim Kataguiri foram escritos por assessora

Questionada sobre o porquê de não ter sido escolhida para algum Ministério, a líder do governo no Congresso respondeu: "Porque o cargo não é meu. Quem decide isso é o presidente". Joice ainda disse que já é ministra. "Sou a ministra da 'pacificação nacional'. É um cargo ótimo porque não tem verba, então ninguém vai pedir cargo, não tem nenhum DAS, nenhum CNE nem nada disso e tem muito trabalho", disse. 

A deputada negou às especulações de que poderia ocupar a vaga do ministro na Casa Civil, afirmou que ele é um dos homens "mais leais ao presidente da república" e disse estar à disposição do governo para trabalhar ao lado do ministro. "Se alguém falar para mim assim: 'Você vai ter de fazer alguma coisa ao lado do ministro Onyx', o que ele quiser. Se for: 'Você vai ter de fazer alguma coisa que é o ministro Onyx que faz', eu não faço, a não ser que ele peça", ressaltou.

Leia também: "Às vezes, erramos", diz Joice sobre antiga crítica à candidatura de Bolsonaro

"Quando o ministro Onyx foi para a Antártica, ele pediu pra mim 'Joice, despache do meu gabinete. Vem aqui, receba os coordenadores de bancada'. Eu não sentei na cadeira dele em respeito e não deixei ninguém sentar. Eu deixei a cadeira dele vazia e eu sentei do lado. Porque eu respeito o ministro e sempre vou respeitar, eu respeito quem é leal", concluiu  Joice Hasselmann .