Banco Centro bloqueou R$ 8,2 milhões da conta do ex-presidente Michel Temer
TV Brasil/Reprodução
Banco Centro bloqueou R$ 8,2 milhões da conta do ex-presidente Michel Temer

O Banco Central bloqueou de  R$ 8.239.935,56 das contas bancárias do ex-presidente Michel Temer. A determinação foi feita pelo juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio, o mesmo que mandou prender o emedebista na semana passada. 

Leia também: Ex-presidente Michel Temer deixa a PF após ordem de soltura de desembargador

Temer é investigado na Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato que investiga possíveis irregularidades em contratos para a construção da usina nuclear de Angra 3. Ele e os demais acusados de liderarem o esquema conseguiram habeas corpus após decisão do desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

No mesmo despacho em que pediu a prisão do ex-presidente e dos demais acusados, Bretas determinou o bloqueio de R$ 62.595.537,32 das contas do emedebista. No entanto, os três saldos bancários do emedebista somavam pouco mais de 10% do valor.

Leia também: MPF vai recorrer da decisão que mandou soltar Michel Temer

Você viu?

Em uma de suas contas, Michel Temer tinha saldo de R$ 8.234.231,17, em outra, R$ 4.905,31 e na última, R$ 799,08. Os valores foram bloqueados pelo Banco Central . Também foram confiscados R$ 491.889,14 da conta da Tabapuã Investimentos e Participações, empresa controlada pelo ex-presidente.

 Entenda a prisão de Michel Temer

Ex-presidente Michel Temer ficou preso Superintendência Regional da PF no Rio de Janeiro
undefined
Ex-presidente Michel Temer ficou preso Superintendência Regional da PF no Rio de Janeiro

Na manhã da última quinta-feira (21), a força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro prendeu o ex-presidente quando ele saia de sua casa . O mandado de prisão foi assinado pelo juiz Marcelo Bretas , da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Segundo a força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, ele é o "líder de uma organização criminosa" e que se valeu de duas décadas atuando em cargos públicos para "transformar os mais diversos braços do Estado brasileiro em uma máquina de arrecadação de propinas". 

Leia também: "Cada um que responda pelos seus atos", diz Bolsonaro sobre Temer

As afirmações constam do pedido de prisão preventiva do ex-presidente e de mais sete pessoas (outras duas foram alvos de prisão temporária). A prisão de Michel Temer tem relação com irregularidades em contratos para a construção da usina nuclear de Angra 3. Segundo as investigações, o esquema criminoso envolvia pagamentos (alguns desviados, outros efetuados, e mais outros prometidos) que superam R$ 1,8 bilhão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários