Tamanho do texto

Líder do governo no Congresso saiu em defesa do seu partido, depois que o deputado do DEM acusou a legenda de inconsistência; entenda o bate-boca

Bate-boca entre Joice Hasselmann e Kim Kataguiri começou neste domingo (24), com uma crítica ao PSL
iG Arte
Bate-boca entre Joice Hasselmann e Kim Kataguiri começou neste domingo (24), com uma crítica ao PSL

Mesmo em tempos de negociação com os demais colegas da Câmara dos Deputados, para a aprovação da reforma da Previdência dentro da Casa, a líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP) voltou a se envolver em uma discussão com parlamentares, dessa vez, com o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP). Só neste fim de semana, Joice acumulou duas discussões com colegas parlamentares. 

O bate-boca com Kim Kataguiri começou neste domingo (24), quando o parlamentar fez uma publicação no Twitter criticando o PSL. Segundo ele, "falta coerência" no posicionamento da legenda a respeito do presidente da Câmara, Rodrigo Maia – que também protagonizou discussões nesse fim de semana , mas com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

"PSL na eleição para a presidência da Câmara: 'precisamos ser pragmáticos, só Maia consegue garantir maioria e conduzir a previdência'. PSL agora: 'Maia está sabotando a reforma em nome da velha política! Vamos derrubar o Congresso! Fora todos!' Falta coerência", escreveu o parlamentar. 

Imediatamente, ele foi respondido pela líder do PSL na Câmara, que não poupou palavras e chamou Kim de oportunista.  Joice Hasselmann negou que o partido seja incoerente e respondeu pedindo para que o líder do Movimento Brasil Livre (MBL) não fosse "mais oportunista do que a média de sempre".

Leia também: Flávio Bolsonaro sai em defesa de Maia e contraria opinião do irmão Carlos

"Honestidade, pelo menos com seu seguidor, faz bem. Nosso partido segue com o mesmo foco: aprovar a Previdência ", escreveu ela. Em seguida, Kim retrucou: "Tem de ser muito cara de pau para falar em oportunismo. Dizia que Maia era o demônio na Terra, o arqui-inimigo da Lava Jato, o símbolo-mor da corrupção. Depois de eleita, passou a ser Maia desde criancinha. Tenha dó".

Leia também: "Às vezes, erramos", diz Joice sobre antiga crítica à candidatura de Bolsonaro

Por fim, Joice respondeu chamando Kim Kataguiri , deputado de 33 anos, de "moleque" e pediu que o deputado deixasse "os adultos" trabalharem. "Kim, você está realmente o que sempre foi: um moleque. Só isso e mais nada. Biruta de aeroporto. Seus comportamentos em relação ao Jair Bolsonaro no 1º e 2º turnos da eleição mostram bem isso. Pega a chupeta e vai nanar, neném. Deixa os adultos trabalharem".