Tamanho do texto

Os dois chefes de Estado deverão discutir temas econômicos, comerciais, políticos e de segurança; encontro de líderes vai acontecer em Brasília

Bolsonaro vai receber Mario Abdo em Brasília; encontro é o primeiro de uma série que o presidente terá com outros chefes de Estado
Carolina Antunes/PR - 8.3.19
Bolsonaro vai receber Mario Abdo em Brasília; encontro é o primeiro de uma série que o presidente terá com outros chefes de Estado

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, irão se reunir nesta terça-feira (12), em Brasília. O chefe de Estado paraguaio faz a visita oficial acompanhado por uma comitiva de ministros. Abdo afirmou que eles vão conversar sobre a renegociação do Anexo C do Tratado de Itaipu, temas de segurança de fronteira e cooperação comercial.

Leia também: Governo Bolsonaro escala militar para coordenar redes sociais após polêmicas

Autoridades brasileiras informaram que também está em pauta a construção de duas pontes ligando Brasil e Paraguai. Anteriormente, Mario Abdo também havia dito que pretende pedir a Bolsonaro a suspensão da concessão do status de refugiado a dois paraguaios Juan Arrom e Anúncio Martí. Eles foram julgados pelo sequestro de uma mulher há 18 anos.

"Nós somos bons aliados estratégicos e vamos também discutir a cooperação em termos de segurança e inteligência, e contar com questões que fazem nosso relacionamento bilateral com um dos países que mais influenciam nossa economia ", afirmou Abdo.

O presidente do Paraguai disse que as viagens ao exterior são necessárias para manter o relacionamento com os parceiros comerciais e dar mais visibilidade ao país para “apresentá-lo ao mundo”.

O encontro com Abdo dá início a uma série de encontros bilaterais entre o presidente Jair Bolsonaro e outros chefes de Estado. Bolsonaro tem uma agenda internacional intensa programada para começar na segunda quinzena de março e se estender até o próximo semestre.

Inicialmente, o presidente vai se encontrar com Donald Trump , nos Estados Unidos. Na sequência, Bolsonaro segue para o Chile, onde se reunirá com Sebastián Piñera e, em seguida, ele vai para Israel, onde encontrará Benjamin Netanyahu poucos dias antes das eleições no país na qual Netanyahu busca a reeleição.

Além disso,  há viagens programadas também para o Japão e a China. Nos encontros, Bolsonaro deve tratar desde a crise na Venezuela ao incremento das relações econômicas e comerciais

Bolsonaro também já se encontrou com Juan Guaidó, autodeclarado presidente interino da Venezuela e reconhecido pelo Brasil. Guaidó veio a Brasília para discutir a ajuda humanitária e a situação da Venezuela. O líder oposicionista venezuelano também se reuniu com o presidente paraguaio Mario Abdo .

    Leia tudo sobre: Donald Trump