Tamanho do texto

Vice-presidente fez releitura de frase polêmica; para Mourão, Bolsonaro quis dizer que a democracia morre sem o comprometimento dos militares com ela

Hamilton Mourão diz que Bolsonaro 'está sendo mal interpretado' em fala sobre Forças Armadas e sobre a democracia
Reprodução/Globo News
Hamilton Mourão diz que Bolsonaro 'está sendo mal interpretado' em fala sobre Forças Armadas e sobre a democracia

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, veio ao público mais uma vez para tentar explicar uma declaração polêmica do presidente Jair Bolsonaro. Nesta quinta-feira (7), o vice-presidente disse a jornalistas que Bolsonaro foi "mal interpretado" ao declarar que "democracia e liberdade só existem" quando as Forças Armadas assim desejam .

"O que que o presidente quis dizer? Está sendo mal interpretado. O presidente falou que onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem. É o que acontece na Venezuela. Lá, infelizmente, as Forças Armadas venezuelanas rasgaram isso aí. Foi isso que ele [Bolsonaro] quis dizer", ponderou Mourão.

A declaração que exigiu uma explicação do vice-presidente foi dada por Bolsonaro na manhã de hoje, em um evento no Rio de Janeiro. Na ocasião, o presidente participava de uma cerimônia de formação de fuzileiros navais, quando discursou rapidamente.

Leia também: Bolsonaro não quis criticar Carnaval, informa nota da Presidência

Segundo Mourão , a declaração do presidente da República pode ser exemplificada com a questão da Venezuela, lugar onde o exército, comandado por Nicolas Maduro, não se comprometeu com a democracia e a liberdade no país. O vice-presidente também rechaçou qualquer viés de ameaça que possa ser lido nas entrelinhas da fala de Bolsonaro.

Há poucos dias, na sexta-feira pré-Carnaval (1º), Mourão também veio a público fazer uma releitura sobre outra fala de Bolsonaro . Na ocasião, ele disse que o presidente da República também teria sido "mal interpretado" ao sinalizar que poderia flexibilizar o texto da Nova Previdência, antes mesmo de qualquer análise do Congresso. "O presidente mostrou que tem coisas que o Congresso poderá negociar ou mudar. Só isso", disse Mourão na ocasião.

Leia também: “Presidente vai botar ordem na rapaziada”, diz Mourão sobre filhos de Bolsonaro

Por conta de tais declarações, como aquela sobre a Nova Previdência e essa sobre as Forças Armadas , o vice-presidente tem sido visto como uma figura ponderada no governo Bolsonaro. Isso por quem é da situação e por quem é da oposição. Ainda por isso, há quem o tenha apelidado de "farda sensata". Por sua vez, Mourão tem evitado comentar tais avaliações.