Tamanho do texto

Parlamentar diz que motivo da exoneração não está claro e citou que há outro membro do governo suspeito de envolvimento em esquema de laranjas

Janaína diz que há outro membro do governo acusado de envolvimento com esquema de laranjas como Gustavo Bebianno
Marcos Oliveira/Agência Senado
Janaína diz que há outro membro do governo acusado de envolvimento com esquema de laranjas como Gustavo Bebianno

A deputada estadual por São Paulo Janaína Paschoal (PSL) comentou neste sábado (16) a eminente exoneração do ministro da Secretaria-Geral do Governo, Gustavo Bebianno. Para a parlamentar, o motivo do afastamento do ministro não está claro e ressaltou que “um líder precisa adotar critérios minimamente claros”.

No início da tarde, Gustavo Bebianno confirmou que deve deixar o cargo na próxima segunda-feira (18). A demissão deve acontecer por vontade do presidente Jair Bolsonaro, após o ministro ser acusado de participar de um suposto esquema de candidatos laranjas do PSL , quando era presidente do partido. Ele também teria mentido sobre ter conversado com o presidente sobre o assunto.

“Se é verdade que Bebbiano [Bebianno] está saindo por um eventual envolvimento com as supostas laranjas, outro membro da equipe citado em situação ainda mais problemática deve ser afastado também”, escreveu Janaína, referindo-se ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) , que também foi acusado se envolvimento em esquema com laranjas.

“Uma vez mais, não estou defendendo ou acusando quem quer que seja, estou preocupada com o engessamento de um país que já não aguenta mais. Crises, por força de questões substanciais, infelizmente, já fazem parte de nossa história. Crise por falta de definição não pode haver”, defendeu a deputada estadual.

Janaína Paschoal ressaltou que o presidente teve alta do hospital no último dia 13e que ainda está se recuperando. “Todos entendemos e oramos por ele. Mas é preciso entender que não é possível conduzir o governo como a campanha. No governo, a caneta está na mão do Presidente, ele terá que assumir os ônus das decisões”, concluiu.

Entenda a crise que envolve Gustavo Bebianno

Gustavo Bebianno e Carlos Bolsonaro protagonizaram nova crise no governo de Jair Bolsonaro
iG Arte/Agência Brasil e Instagram
Gustavo Bebianno e Carlos Bolsonaro protagonizaram nova crise no governo de Jair Bolsonaro

Depois de ser acusado de participar de um suposto esquema de candidatos laranjas do PSL , quando era presidente do partido, Bebianno tentou afastar os boatos de que estava mal visto pelo presidente afirmando que ambos conversavam com frequência. "Só hoje falei com o presidente três vezes", disse Bebianno, na última terça-feira (12).

Depois disso, na quarta-feira (13), o filho do presidente e vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro , divulgou um áudio do pai afirmando que era uma "mentira absoluta" que ele teria conversado com Bebianno. A publicação foi repostada pelo presidente. Desde então, há pressão no Palácio do Planalto pela demissão de Gustavo Bebianno .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas