Tamanho do texto

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Bolsonaro foi aplaudida após a declaração; vídeo circulou nas redes sociais nesta quarta

Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, diz que, agora, 'meninos vestem azul e meninas, rosa'
Reprodução/Youtube
Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, diz que, agora, 'meninos vestem azul e meninas, rosa'

Uma das duas únicas mulheres escolhidas por Jair Bolsonaro para compor o quadro ministerial do novo governo, a advogada e pastora evangélica Damares Alves, que assumiu o comando do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos nesta quarta-feira (2), está protagonizando um vídeo que viralizou ainda ontem nas redes sociais.

Leia também: Bolsonaro defende Damares após ministra dizer que viu Jesus ao lado da goiabeira

Nas imagens, Damares Alves afirma que uma "nova era" começou no Brasil. Afinal, agora "meninos vestem azul e meninas vestem rosa". A declaração foi celebrada entre apoiadores da nova ministra, em uma sala não identificada no vídeo. 

No início da gravação, algumas pessoas que acompanhavam a ministra pediram por silêncio. "Deixa a ministra falar", afirma um dos presentes. "É uma nova era no Brasil: meninos vestem azul e meninas vestem rosa", afirma a ministra, com orgulho, seguida por aplausos.

A declaração da ministra é uma referência à chamada ' ideologia de gênero ', apontada pelos apoiadores de Bolsonaro como uma ideologia de esquerda, que pregaria, entre outras questões, pela não representação de um gênero sexual por cores específicas, como o rosa e o azul.  

Logo que assumiu o ministério, na solenidade de transmissão de cargo, Damares falou ainda que "o Estado é laico, mas esta ministra é terrivelmente cristã ". "Todas as políticas públicas neste País terão que ser construídas com base na família. A família vai ser considerada em todas as políticas públicas”, disse a ministra.

Damares também prometeu ontem lutar pelos direitos das mulheres e de todos os brasileiros através dos exemplos familiares. Segundo ela, a família é a base de tudo e, se o Brasil conseguir caminhar sob esses princípios, será um País de mais amor e igualdade. A nova ministra declarou que gostaria que o ministério chamasse “Ministério da Vida e Alegria”.

"Neste governo, menina será princesa e menino será príncipe. Está dado o recado. Ninguém vai nos impedir de chamar nosssas meninas de princesas e nossos meninos de príncipes", afirmou.

Leia também: No lugar da Funai, Ministério da Agricultura responderá por terras indígenas

A ministra é educadora, advogada e foi assessora parlamentar no gabinete do senador Magno Malta (ES), um dos principais aliados do presidente Jair Bolsonaro. O ministério comandado por Damares Alves , em sua complexidade, foi criado pelo atual presidente. À pasta, caberá a  coordenação das políticas e sas diretrizes destinadas à promoção dos direitos humanos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.