Tamanho do texto

Apesar da relação de amizade com o ex-presidente Lula, presidente da Bolívia não foi desconvidado da cerimônia; veja os nomes já confirmados

Equipe de eventos já trabalha para deixar Brasília preparada para a cerimônia de posse de Bolsonaro como presidente
José Cruz/ Agência Brasil
Equipe de eventos já trabalha para deixar Brasília preparada para a cerimônia de posse de Bolsonaro como presidente


A cerimônia de posse de Bolsonaro como próximo presidente do Brasil contará com a presença de 12 chefes de Estado ou de governo. Entre os nomes confirmados está o do presidente boliviano Evo Morales, que apesar de ter feito negócios e ser um grande apoiador histórico de Lula, não foi desconvidado pelo ministério das Relações Exteriores .

Nomes importantes e muito citados como aliados pelo presidente eleito não estarão presentes. São os casos de Donald Trump, dos Estados Unidos e Mauricio Macri, da Argentina. Os países enviarão, porém, representantes para a posse de Bolsonaro .

Representando Trump estará o secretário de Estado Mike Pompeo . Pela Argentina, o chanceler Jorge Faurie dará as honras ao próximo presidente do Brasil.

A assessoria do ministério de Relações Exteriores informa que é possível que mais chefes de Estado ainda confirmem presença nos próximos dias.

Premiê de Israel, Binyamin Netanyahu terá um encontro com Jair Bolsonaro na próxima sexta-feira (28) para discutirem acordos comerciais e parcerias entre os dois países pelos próximos quatro anos. Assim, ele permanecerá em Brasília para a cerimônia .

Entre os 22 confirmados para o evento (entre chefes de Estado e de governo e enviados representativos), sete são da América do Sul. A Europa terá representação de Portugal, Hungria, Itália, Espanha, Rússia e Reino Unido. África, Oriente Médio, Ásia, América Central e América do Norte estarão representadas.

Veja a lista de confirmados para a cerimônia:

Chefes de Estado ou de governo:

  • Binyamin Netanyahu, premiê de Israel
  • Marcelo Rebelo de Souza, presidente de Portugal 
  • Viktor Orbán, premiê da Hungria
  • Sebastían Piñera, presidente do Chile
  • Iván Duque, presidente da Colômbia
  • Mario Abdo, presidente do Paraguai
  • Martín Vizacarra, presidente do Peru
  • Tabaré Vázquez, presidente do Uruguai
  • Evo Morales, presidente da Bolívia
  • Juan Orlando Hernández, presidente de Honduras
  • Saadedine Othmani, premiê do Marrocos
  • Jorge Carlos Fonseca, presidente de Cabo Verde

Autoridades representativas

  • Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA
  • Jorge Faurie, chanceler da Argentina
  • Chanceler de Angola
  • Chanceler da Guiné
  • Chanceler de San Tomé e Príncipe
  • Ministro da Agricultura da Itália
  • Enviado da Espanha
  • Enviado da Rússia
  • Enviado da Coreia do Sul
  • Enviado do Reino Unido

A cerimônia de posse de Bolsonaro contará ainda com convidados especiais do presidente eleito e da próxima primeira-dama. Uma lista com cerca de 140 nomes foi enviada ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, responsável pela organização do evento.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.