Tamanho do texto

Por volta das 14h30, o presidente eleito deve embarcar para o Rio de Janeiro, onde vai permanecer o restante da sua semana; exames precedem cirurgia

Jair Bolsonaro passa a manhã desta quinta-feira em São Paulo; na cidade, ele faz uma série de exames pré-operatórios
Flickr/ Governo de Transição
Jair Bolsonaro passa a manhã desta quinta-feira em São Paulo; na cidade, ele faz uma série de exames pré-operatórios

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), viajar nesta quinta-feira (13) de Brasília para São Paulo para passar por uma nova avaliação médica. Os exames precendem a cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia, que está marcada para o dia 19 de janeiro.

Leia também: Bolsonaro atira e faz flexão com terno e bolsa de colostomia em visita à PF

Apesar da data já marcada, Jair Bolsonaro afirma que pretende adiar a operação, a fim de poder poder participar pessoalmente do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, que ocorre de 22 a 25 de janeiro de 2019. Após a cirurgia, o presidente eleito deve passar por um período de recuperação.

“Eu vou quinta-feira a São Paulo e devo remarcar a cirurgia [para retirada da bolsa de colostomia], que seria 19 de janeiro. Tenho Davos [Fórum Econômico Mundial] dia 21 e pretendo ir para lá", disse, na última terça-feira (11).

"Quero estudar com o hospital uma nova data, porque a minha vida é complicada e eles também têm uma agenda lá bastante extensa. Não pode chegar lá e ser atendido só porque sou presidente. Temos que ter um calendário”, ponderou Bolsonaro .

Leia também: Governo Bolsonaro terá 22 ministros; conheça os escolhidos do presidente eleito

Por conta dos exames, o presidente eleito passa a manhã de hoje em São Paulo. Ainda nesta quinta, porém, Bolsonaro pretende embarcar para o Rio de Janeiro, onde deve permanecer o restante da sua semana, entre encontros, eventos e reuniões. 

A cirurgia de Bolsonaro em São Paulo será a terceira a qual ele será submetido desde que foi esfaqueado no abdômen, durante um ato político de campanha, por Adélio Bispo de Oliveira, em Juiz de Fora, Minas Gerais, no dia 6 de setembro. A facada interrompeu as atividades de campanha do presidente eleito, então candidato.

A primeira cirurgia de Bolsonaro foi de grande porte, na Santa Casa de Juiz de Fora. Depois, ele passou por uma segunda, já no Hospital Albert Einstein , em São Paulo, para corrigir uma aderência. Segundo as estimativas dos médicos, o período de recuperação dessa terceira cirurgia no Einstein deve ser de 10 a 15 dias.

Leia também: Bolsonaro e Mourão recebem hoje diploma do TSE que confirma resultado da eleição

Jair Bolsonaro comentou que “não gostaria de ficar parado em janeiro”, quando está marcada a terceira cirurgia. Inicialmente, o procedimento médico teria sido realizado ontem (12), mas foi adiado após uma série de exames feita no dia 23 de novembro por médicos do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.