Tamanho do texto

Presidente eleito não quis adiantar nomes, mas garantiu que os escolhidos serão pessoas que já possuem experiência nas pastas; Bebbiano também ainda não está fechado na Secretaria de Governo

Jair Bolsonaro deve anunciar os próximos ministros até o fim desta semana
Antonio Cruz/Agência Brasil
Jair Bolsonaro deve anunciar os próximos ministros até o fim desta semana


O presidente eleito Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (13) que os nomes dos ministros para os ministérios do Meio Ambiente e de Relações Exteriores estão “maduros” e podem ser anunciados na quarta-feira (14). Ele não informou quais são os cotados nem os perfis, disse apenas o que espera de cada um.

 Segundo Bolsonaro, até o final deste mês fecha sua equipe ministerial. Até o momento ele já confirmou os ministros da Defesa, da Fazenda, da Justiça, da Casa Civil, da Ciência e Tecnologia , do GSI e da Agricultura.

Em entrevista na segunda-feira (12), Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil , praticamente confirmou que Gustavo Bebbianno também deve estar na Secretaria-Geral da Presidência.

O advogado, entretanto, não foi confirmado por Jair Bolsonaro, que falou com a imprensa após encontro com Rosa Weber no TSE, em Brasília. “O que não foi anunciado, não foi fechado”, disse.

No caso do Meio Ambiente, o presidente eleito afirmou que há duas alternativas em análise e que devem atuar para destravar “as licenças ambientais têm atrapalhado muito a questão no Brasil”.

Um dos nomes cotados para a pasta é o da atriz Maitê Proença, indicada por ambientalistas e que é ex-esposa de Paulo Marinho, homem influente durante a campanha à presidência do deputado.

Luiz Henrique Mandetta não está confirmado

Na última segunda-feira (12), Jair Bolsonaro confirmou que o deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) é um dos cotados para o Ministério da Saúde. Um dia depois, porém, negou que a escolha já tenha sido feita.

 “Ele é muito bem quisto grande parte dos médicos do Brasil, deixou um rastro de bons serviços no Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Até o momento, sete ministros já foram confirmados pelo presidente eleito: Onyx Lorenzoni, atual ministro de transição, comandará a Casa Civil.

 O astronauta Marcos Pontes estará com Ciência e Tecnologia. A ruralista Tereza Cristina foi escolhida para comandar a Agricultura. Juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Moro aceitou o convite para o ministério de Justiça e Segurança Pública. Dois generais estarão no governo como ministros : general Augusto Heleno foi o escolhido para o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e o também general Fernando de Azevedo e Silva comandará a Defes a. Guru de Bolsonaro, Paulo Guedes será o ministro da Fazenda. 

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.