Tamanho do texto

Dias Toffoli disse que deve se encontrar com o presidente eleito na próxima semana para a primeira conversa institucional após as eleições deste ano

Além de conhecer as propostas de Jair Bolsonaro, o presidente eleito deve se encontrar com Toffoli na próxima semana
Conselho Nacional de Justiça – CNJ 13.09.2018
Além de conhecer as propostas de Jair Bolsonaro, o presidente eleito deve se encontrar com Toffoli na próxima semana

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta segunda-feira (29) que o “momento é de ouvir” as propostas de Jair Bolsonaro, eleito presidente no último domingo (28) . Toffoli conversou rapidamente com jornalistas após um evento em comemoração ao Dia do Servidor Público.

Toffoli disse que ligou no domingo à noite para Bolsonaro para parabenizá-lo pela vitória. De acordo com o ministro, além de conhecer as propostas de Jair Bolsonaro , o presidente eleito deve se encontrar com ele na próxima semana para a primeira conversa institucional após as eleições. A posse está marcada para 1º de janeiro.

O presidente do STF também disse que conheceu Bolsonaro nos anos 2000, quando trabalhava como assessor jurídico na Câmara dos Deputados e chegou a viajar com ele para participar do projeto do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam).

Também nesta segunda-feira (29), os presidentes do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), divulgaram nota para parabenizar o presidente eleito. Eunício defendeu a “reconciliação nacional” e Maia disse esperar responsabilidade dos eleitos em unificar o país.

Leia também: Temer telefona para Bolsonaro e o parabeniza pela vitória nas urnas

“Como cidadão, acredito que o futuro gestor dos destinos políticos do país busque desde já uma reconciliação nacional, com base no respeito à Constituição, às diferenças e aos direitos fundamentais da população”, afirmou Eunício, que também desejou a Bolsonaro “um mandato consonante com as expectativas do povo e com a Constituição Federal”.

Em seu Twitter, Maia, reeleito deputado federal, disse que “todos nós temos a responsabilidade em unificar o país e trabalhar para melhorar a vida de todos os brasileiros”.

De acordo com o resultado final do segundo turno das eleições, Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito presidente da República com 55,13% dos votos válidos, o equivalente a 57,7 milhões de votos. O candidato do PT, Fernando Haddad, ficou em segundo lugar e recebeu 44,87% dos votos, que equivalem a 47 milhões.

Leia também: Facada em Bolsonaro reforçou figura de "mito" e o ajudou a esconder falhas

Na próxima quarta-feira (31), o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, se encontrará com o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), quando Padilha receberá os primeiros nomes da equipe de transição do novo governo e a implementação das propostas de Jair Bolsonaro .