Tamanho do texto

Com 52,35% dos votos, atual governador assegurou mais quatro anos de governo ao superar o juiz Odilon (PDT), que obteve 47,65% dos votos. Veja

Reinaldo Azambuja é reeleito governador do Mato Grosso do Sul
Gabriela Korossy/Fotos Públicas
Reinaldo Azambuja é reeleito governador do Mato Grosso do Sul

Reinaldo Azambuja foi reeleito governador do Mato Grosso do Sul. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral às 19h10 deste domingo (28), mas após a apuração de 100% das urnas o candidato do PSDB obteve 677.310 votos (52,35% dos votos válidos) neste segundo turno.

Leia também: João Doria (PSDB) é eleito o novo governador de São Paulo com 51,7% dos votos

Reinaldo Azambuja é reeleito  governador ao superar no segundo turno o ex-juiz Odilon (PDT), que obteve 47,65% da preferência do eleitorado sul-matogrossense. Brancos e nulos somaram 10,73% na votação deste segundo turno das eleições 2018.

Mais de 1,2 milhão eleitores participaram da votação em todo o estado de Mato Grosso do Sul neste domingo, o que representa 89,27% das mais de 1,8 milhão de pessoas que compõem o eleitorado sul-matogrossense.

Leia também: Ibaneis (MDB) é eleito novo governador do DF, com 69,79% dos votos

Na votação do primeiro turno, no dia 7 deste mês, Azambuja já havia sido o candidato mais votado dentre os então 6 postulantes ao governo, com 44,6% dos votos válidos (576 mil no total). O juiz Odilon chegou ao segundo turno com 31,6% dos votos (408 mil).

Natural de Campo Grande (MS), Reinaldo Azambuja contou com uma grande coligação (registrada como Coligação Avançar com Responsabilidade) para se reeleger governador de Mato Grosso do Sul . Se aliaram em torno de sua candidatura o PMN, DEM, PP, PSB, PTB, PSDB, Patriotas, PSD, PPS, Avante, Solidariedade e o PRos.

Antes de ser eleito governador, o tucano já havia sido eleito deputado federal em 2010. Seu vice é o empresário Murilo Zauith, do DEM.

Leia também: Romeu Zema, do Novo, é eleito governador de Minas Gerais com 71,5% dos votos

Reinaldo Azambuja, reeleito governador neste domingo, estenderá seu governo para até o dia 31 de dezembro de 2022.