Tamanho do texto

Atual governador assegurou mais quatro anos de governo ao superar deputado Valadares Filho (PSB), que obteve 35,28% dos votos válidos

Belivaldo Chagas é reeleito governador do Sergipe com 64,72% dos votos válidos
Divulgação
Belivaldo Chagas é reeleito governador do Sergipe com 64,72% dos votos válidos

Belivaldo Chagas foi reeleito governador de Sergipe. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral às 18h30 deste domingo (28), após a apuração de 85,6% das urnas. Os resultados finais apontaram que o candidato do PSD obteve 679.051 votos (64,72% dos votos válidos) neste segundo turno.

Leia também: No RN, Fátima Bezerra (PT) é a única mulher eleita governadora no Brasil

Belivaldo é reeleito governador ao superar no segundo turno o atual deputado federal Valadares Filho (PSB), que obteve 35,28% da preferência do eleitorado sergipano (370.161 votos válidos). Brancos e nulos somaram 18,00% na votação deste segundo turno.

No total, 1.264.065 sergipanos participaram da votação em todo o Estado neste domingo, número que equivale a 83,00% das mais de 1,5 milhão de pessoas que compõem o eleitorado do Sergipe. 

Na votação do primeiro turno, no dia 7 deste mês, Belivaldo já havia sido o candidato mais votado dentre os então nove postulantes ao cargo de governador de Sergipe , com 40,8% dos votos válidos (403 mil no total). Valadares chegou ao segundo turno com 21,4% dos votos (212 mil).

Belivaldo Chagas (PSD) tem 58 anos, é casado e advogado. Em 2014, foi eleito vice-governador na chapa de Jackson Barreto (MDB), que renunciou ao cargo para concorrer ao Senado Federal. A sua vice é Eliane Aquino Custodio (PT), 47 anos, viúva e fotógrafa. Em 2016, ela foi eleita vice-prefeita de Aracaju (SE).

Leia também: Romeu Zema, do Novo, é eleito governador de Minas Gerais com 71,5% dos votos

Os desafios para Belivaldo, reeleito no Sergipe

Palácio Museu Olímpio Campos, sede do Governo do Sergipe
Wikimedia Commons
Palácio Museu Olímpio Campos, sede do Governo do Sergipe

Sergipe tem pouco mais de 2,2 milhões de habitantes, conforme estimativa do IBGE, e apresenta graves problemas em suas políticas de segurança pública, como já foi apontado pela OAB do estado. De acordo com o site da instituição, uma das grandes questões é a ausência de medidas de prevenção e ressocialização.

Segundo dados do Atlas da Violência de 2018, Sergipe apresentou o maior índice de homicídios por 100 mil habitantes do País. O estado registrou taxa de 64,7, seguido por dois outros estados do Nordeste: Alagoas, com 54,2, e Rio Grande do Norte, com 53,4.

Leia também: Helder Barbalho (MDB) é eleito governador do Pará com 55% dos votos

Belivaldo, reeleito no Sergipe , tomará posse no Palácio dos Despachos, em Aracaju, no dia 5 de janeiro. Seu mandato vai até o dia 31 de dezembro de 2022.