Tamanho do texto

Tucano obteve 31% dos votos válidos, enquanto o candidato do PSL anotou 24% da preferência dos eleitores; votação será no próximo dia 28 de outubro

Ex-senador e candidato a governador de Rondônia, Expedito Júnior (PSDB) liderou todas as pesquisas de intenção de voto feitas no estado, mas não escapou de disputar o segundo turno com Maurão de Carvalho (MDB)
Reprodução/Facebook (Expedito Júnior)
Ex-senador e candidato a governador de Rondônia, Expedito Júnior (PSDB) liderou todas as pesquisas de intenção de voto feitas no estado, mas não escapou de disputar o segundo turno com Maurão de Carvalho (MDB)

Os candidatos Expedito Júnior (PSDB) e o Coronel Marcos Rocha (PSL) vão disputar o segundo turno da eleição ao governo de Rondônia. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral às 24h30 deste domingo (7) após apuração de 99% das urnas. A votação do segundo turno está agendada para o dia 28 deste mês.

Leia também: Petista Camilo Santana é reeleito governador do Ceará, com 78% dos votos

Mais de 912 mil pessoas participaram da votação para escolher o novo representante do  governo de Rondônia , número que corresponde a 91% das mais de 1 milhão que compõem o eleitorado do estado. Expedito Júnior obteve 31,5% (241 mil) dos votos válidos registrados, enquanto Coronel Marcos Rocha foi escolhido por 24% dos eleitores rondonienses (183 mil).

Outros 22% dos votos foram para Maurão de Carvalho (MDB); 14% para o candidato Vinícius Miguel (Rede); 4% para o candidato Pimenta de Rondônia (PSOL) e  2% para o candidato Coronel Charlon (PRTB). 

Já os candidatos Pedro Nazareno (PSTU), Acir Gurgacz (PDT) e Comendador Valclei Queiroz (PMB) não tiveram seus votos validados devido à decisão da Justiça Eleitoral. Brancos e nulos somaram 12%. 

De olho no segundo turno da eleição, Expedito Júnior e Coronel Marcos Rocha já poderão retomar suas campanhas nas ruas e na internet a partir da próxima segunda-feira (8). A propaganda eleitoral no rádio e na TV será reiniciada na sexta-feira (12).

Leia também: Depois de liderar no Senado, Dilma perde eleição em Minas, projeta Datafolha

Os desafios para o futuro governador de Rondônia

Solenidade em Porto Velho, Rondônia
Governo de Rondônia
Solenidade em Porto Velho, Rondônia

Terceiro estado mais populoso da região Norte, Rondônia tem pouco mais de 1,7 milhão de habitantes, segundo estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Elevada à categoria de estado apenas em 1982 e nomeada em homenagem ao marechal Cândido Rondon, a unidade federativa é também a terceira mais rica do Norte, sendo responsável por 11% do PIB da região.

Rondônia se destaca, ainda, pela baixa taxa de desocupação. No segundo trimestre deste ano, o estado registrou índice de desemprego de 8,2%, o segundo menor do país, perdendo apenas para Santa Catarina (6,5%). A porcentagem de desalentados (3,1%), isto é, de pessoas que desistiram de procurar emprego, é a mais baixa das regiões Norte e Nordeste, que registraram médias de 6,1% e 10,5% no período, respectivamente.

Leia também: Paulo Câmara (PSB) é reeleito governador em Pernambuco

Os investimentos em segurança pública, porém, devem merecer a atenção do novo representante do  governo de Rondônia . Segundo o último Atlas da Violência publicado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a taxa de homicídios no estado chegou a 39,3 por 100 mil habitantes em 2016, acima da média nacional (30,3 por 100 mil habitantes) verificada no período.

*Com informações da Agência Brasil