undefined
Reprodução/Twitter - Eduardo Bolsonaro
Candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado durante comício em Juiz de Fora (MG), no dia 6 de setembro

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro , recebeu alta do Hospital Albert Einstein às 10h da manhã deste sábado (29), após passar 23 dias internado em razão do ataque a faca sofrido durante comício realizado em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Jair Bolsonaro  viajou já nesta tarde para o Rio de Janeiro, onde desembarcou às 16h40 no aeroporto Santos Dumont e seguiu para descansar em sua casa, num condomínio da zona oeste da cidade. Na semana passada, um dos filhos do candidato, Eduardo Bolsonaro, disse que existe a possibilidade de ser acionado serviço de home care [atendimento a domicílio] para monitorar a recuperação do presidenciável.

No trajeto entre o aeroporto e sua casa, Bolsonaro foi acompanhado por comboio com carros da Polícia Federal e do Batalhão de Choque da Polícia Militar. O candidato não parou para falar com os correligionários, que se aglomeraram no portão principal da Base Aérea carregando faixas e cartazes.


Aos 63 anos de idade, o ex-capitão do Exército passou por duas cirurgias após ter sido perfurado por faca de 20 centímetros na região do abdômen. A primeira das operações foi realizada na Santa Casa de Juiz de Fora, horas após o  ataque deflagrado por Adelio Bispo de Oliveira – que está preso. Na manhã seguinte, o candidato foi transferido para o Hospital Albert Einstein , em São Paulo, onde foi submetido a cirurgia de emergência no último dia 12.

O último boletim médico do hospital, divulgado na tarde dessa sexta-feira (28), já dava conta de que Bolsonaro deveria receber alta neste fim de semana. A equipe responsável pelo acompanhamento do candidato, no entanto, reportou que exames identificaram crescimento de uma bactéria de baixa virulência no sangue, mas sem focos de infecção no abdômen.  O hospital, por outro lado, garantiu que Bolsonaro seguia  " com boa evolução clínica".

Leia também: Bolsonaro reclama de ataque e rebate revista: "Vã tentativa de me desconstruir"

23 dias de Jair Bolsonaro longe das ruas

Líder nas pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro fazia ato de campanha na região central de Juiz de Fora, no dia 6 deste mês, quando foi atacado por Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos de idade. Desde então, o ex-capitão do Exército passou a concentrar sua campanha à Presidência nas redes sociais.

A ausência de Bolsonaro à frente da própria campanha revelou divergências dentro de sua equipe. Houve desentendimentos acerca do tom e da direção a se seguir, e nesse cenário o economista Paulo Guedes e o vice da chapa, general Mourão, encontraram espaço para agir de forma autônoma e causaram mal-estar com declarações polêmicas .

Apesar da alta hospitalar,  Jair Bolsonaro não deve participar de nenhum evento antes da votação do primeiro turno, agendada para o domingo da sema que vem (7).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários