Tamanho do texto

Mandados foram autorizados pelo STF em inquérito que investiga senador e apura crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Senador Ciro Nogueira (PP-PI) é investigado em um inquérito da PF; mandados de busca e apreensão foram cumpridos hoje
Moreira Mariz/Agência Senado - 9.9.14
Senador Ciro Nogueira (PP-PI) é investigado em um inquérito da PF; mandados de busca e apreensão foram cumpridos hoje

Agentes da Polícia Federal (PF) deflagraram, na manhã desta quinta-feira (27), em Teresina, no Piauí, uma operação que tem como alvo o senador Ciro Nogueira (PP-PI), candidato à reeleição. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em dois endereços relacionados ao parlamentar.

Leia também: Joesley Batista diz à PF que enviou mala com R$ 500 mil ao senador Ciro Nogueira

Ciro Nogueira é investigado em um inquérito que apura crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa supostamente praticados por empresários, políticos e doleiros.

De acordo com a TV Globo , os mandados de hoje foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Tais investigações tiveram início a partir de acordos de colaboração premiada firmados entre executivos da Odebrecht e a Procuradoria-Geral da República (PGR).

De acordo com os investigadores, depoimentos dos empresários da Odebrecht e da UTC apontaram quais eram os caminhos percorridos pelo dinheiro que teria sido desviado de obras públicas concedidas à empresa.

'Intromissão do Judiciário no processo eleitoral', diz a defesa de Ciro Nogueira 

Para a defesa de Ciro Nogueira, senador que tenta reeleição neste ano, Judiciário está 'se intrometendo nas eleições'
Rosinei Coutinho/SCO/STF - 2.5.18
Para a defesa de Ciro Nogueira, senador que tenta reeleição neste ano, Judiciário está 'se intrometendo nas eleições'

A defesa de Ciro criticou a decisão do STF, por considerar o inquérito antigo e o momento do seu resgate oportuno aos adversários do senador nas eleições 2018. O inquérito está aberto há 18 meses.

Leia também: Gilmar pede vista de denúncia contra Ciro Nogueira e interrompe julgamento

"Uma busca baseada em uma delação antiga, dentro de um inquérito aberto há tanto tempo e determinada a 10 dias das eleições é uma verdadeira intromissão do Poder Judiciário no processo eleitoral ", afirma uma nota divulgada pelos advogados do candidato.

"Obviamente não havia necessidade e urgência para esta medida neste momento. Embora o Senador não seja alvo da medida de busca, o prejuízo eleitoral é evidente", diz a nota. 

Leia também: PF faz buscas nos gabinetes do deputado Eduardo da Fonte e senador Ciro Nogueira

"A Defesa não se preocupa em absoluto com o que foi apreendido, mas denuncia o uso eleitoral que certamente se fará desta decisão judicial inoportuna, inadequada e desmedida neste momento. A criminalização da política tem que ser enfrentada em nome da normalidade democrática", encerra a defesa de Ciro Nogueira .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.