Candidato do PT a vice, Haddad vem representando Lula em todos os eventos políticos que pode; ele deve substituí-lo
Divulgação
Candidato do PT a vice, Haddad vem representando Lula em todos os eventos políticos que pode; ele deve substituí-lo

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou, na manhã desta segunda-feira (10), um novo pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) a favor da candidatura do petista à Presidência da República. Desta vez, foi solicitada a ampliação do prazo de substituição do candidato do PT na corrida eleitoral. 

O pedido vem em caráter de urgência, já que a ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou, ainda hoje, que o  partido tem até esta terça-feira (11) para apresentar um substituto para Lula nas eleições presidenciais – ou o PT estará fora da disputa. O novo candidato do PT deve ser o hoje candidato a vice, Fernando Haddad.

O objetivo da defesa é estender esse prazo para o próximo dia 17 de setembro, segunda-feira da próxima semana. Esse pedido será analisado pelo ministro Celso de Mello , responsável pelo caso no STF.

Os advogados justificam que é necessário considerar o apelo popular de Lula e as intenções de votos atribuídas a ele nas pesquisas de opinião. Isso porque, mesmo preso, o ex-presidente petista aparece em primeiro em todas as pesquisas de intenção de voto que levam o seu nome até agora. 

Você viu?

Leia também: PT quer evitar que candidatura de Lula seja "enterrada viva" e pede tempo

Para Rosa Weber, porém, não há motivos para prorrogar o prazo para o PT substituir o nome do ex-presidente na chapa. “Não se justifica, contudo, o deferimento do pedido de sustação da eficácia do acórdão recorrido, ainda que na pretensa extensão mínima”, diz a decisão. A defesa do partido já recorreu da decisão da presidente do TSE.

Ainda nesse recurso extraordinário de hoje, a defesa de Lula busca que se discuta novamente a inelegibilidade do petista no STF. Para isso, a defesa pede que Celso de Mello leve ao plenário do STF um pedido para suspender, de forma provisória (liminar), a decisão do TSE que rejeitou sua candidatura. Assim, Lula poderia disputar as eleições deste ano.

Leia também: Comandante do Exército diz que eleição de ficha suja é "pior cenário"; PT reage

Enquanto isso, nas campanhas políticas do partido na TV, o candidato do PT à vice-Presidência, Fernando Haddad, já é apresentado como 'se fosse Lula'. O possível substituto de Lula se pronuncia em nome do ex-presidente petista desde que foi indicado como candidato a vice. Se ele encabeçar a chapa, a deputada estadual Manuela D'Ávila (PCdoB-RS) deve ser sua vice.

    Leia tudo sobre: lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários