Tamanho do texto

Ainda na UTI, presidenciável não teve nenhuma intercorrência nas últimas 24 horas; resultado dos exames são estáveis e ele faz uma boa evolução

Jair Bolsonaro está estável e já pode se sentar; segundo filho, candidato iniciou fisioterapia
Divulgação/Flávio Bolsonaro
Jair Bolsonaro está estável e já pode se sentar; segundo filho, candidato iniciou fisioterapia

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) está se recuperando bem e já pôde deixar a maca para se sentar pela primeira vez desde que foi  vítima de ataque a faca durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na última quinta-feira (6). A informação foi transmitida pelo Hospital Albert Einstein, situado na zona sul de São Paulo.

Leia também: Jair Bolsonaro deve focar campanha eleitoral nas redes sociais, diz filho

Um dos filhos do candidato, Flávio Bolsonaro, divulgou foto pouco antes do meio-dia mostrando o momento em que o ex-capitão do Exército foi colocado em uma poltrona. Na foto, Bolsonaro aparece simulando armas com as mãos. "Meu pai segue evoluindo e começou agora a fisioterapia", escreveu Flávio em uma rede social.

Apesar de continuar internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde sexta-feira (7),  Bolsonaro  está consciente e em boa evolução, conforme boletim médico divulgado na manhã deste sábado. Segundo o hospital, não houve intercorrência nas últimas 24 horas e os exames de imagem e laboratoriais realizados ontem durante avaliação médica mostraram resultados estáveis. "Encontra-se em boas condições cardiovascular e pulmonar, sem febre ou outros sinais de infecção. Mantém jejum oral, recebendo nutrientes por via venosa", diz o hospital.

A instituição continuará o tratamento clínico, considerado em boa evolução, e não há necessidade de procedimento no momento.

Ele saiu da Santa Casa de Juiz de Fora (MG), onde estava internado, na manhã de ontem, em um avião que pousou no aeroporto de Congonhas. De helicóptero da Polícia Militar, ele seguiu até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. De lá, o candidato foi colocado em uma ambulância com destino ao Hospital Albert Einstein , no Morumbi. Bolsonaro foi transferido para São Paulo a pedido da família.

Bolsonaro deu entrada no hospital da capital paulista por volta das 10h45, quando iniciou uma série de exames que durou cerca de 3 horas, segundo a assessoria do hospital. Na ocasião, seu estado de saúde era considerado grave, mas estável.

Campanha nas redes sociais

Jair Bolsonaro (PSL)  escreveu em seu Twitter tranquilizando os eleitores:
Flávio Bolsonaro/Divulgação
Jair Bolsonaro (PSL) escreveu em seu Twitter tranquilizando os eleitores: "Estou bem"

O deputado Jair Bolsonaro deve passar a usar as redes sociais para se comunicar com os eleitores. A declaração foi feita pelo filho de Jair Bolsonaro , o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), na noite de sexta-feira (7), quando foi visitar o pai no Hospital Israelita Albert Einstein.

Segundo Flávio, o pai deve dar as orientações sobre os próximos passos da estratégia da campanha, mas o foco não será mais as atividades nas ruas. Ele ainda admitiu que há possibilidade de os filhos representarem o presidenciável em atividades externas.

“Vou tratar disso com ele amanhã [sábado] porque hoje [sexta] foi um dia cansativo para ele. Mas é inevitável, ele não vai mais poder fazer campanha em rua e vai usar os canais dele nas redes sociais, que são o forte dele. Agora a estratégia, como vai ser a cada momento a gente não conversou ainda”, afirmou Flávio, segundo o jornal O Estado de S.Paulo .

Bolsonaro tem um grande número de seguidores na internet, ultrapassando 1 milhão. Assim que foi transferido para o hospital em São Paulo,  uma mensagem para tranquilizar seus eleitores foi publicada em sua conta no Twitter , e em questão de segundos, centenas de replicações e respostas foram acionadas.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.