Tamanho do texto

Ovacionado em desembarque no interior paulista, candidato prometeu um "basta" ao Foro de São Paulo e a "expulsão" de cubanos do Mais Médicos

Jair Bolsonaro foi recebido com festa e gritos de
Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro foi recebido com festa e gritos de "mito" em Presidente Prudente, no interior de São Paulo

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro , foi recebido com festa ao desembarcar nesta quarta-feira (22) no município paulista de Presidente Prudente, onde cumpriu agenda de sua campanha.

Aos gritos de "mito", Jair Bolsonaro foi carregado nos ombros e ovacionado por uma pequena multidão no saguão do aeroporto local, numa farra que contou até mesmo com bateria e bandeiras (algumas do Brasil e outras com o rosto do candidato estampado). 

Ainda no aeroporto, o candidato fez pronunciamento aos seus apoiadores e defendeu instrumentalizar o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida, para "expulsar" os profissionais cubanos do País.

"Temos como fazer o Brasil melhor para todos, e não para grupelhos que se apoderaram do poder e, há mais de 20 anos, nos assaltam. Cada vez mais tendo levado para um caminho que nós não queremos. Vamos botar um ponto final do Foro de São Paulo. Vamos expulsar, com o Revalida, os cubanos do Brasil", disse Bolsonaro, conforme reportou o site G1 .

A atuação de médicos cubanos no País é motivo de polêmica desde a criação do Mais Médicos , em 2013, quando a então presidente Dilma Rousseff (PT) lançou o programa como uma das medidas em resposta às manifestações populares que ganharam força naquele ano.

Atualmente, mais de 8.500 cubanos fazem parte do programa, que alcança cerca de 63 milhões de pacientes em todo o Brasil, conforme balanço divulgado pelo governo no fim do ano passado. A vinda e permanência dos profissionais de Cuba no Brasil é administrada pela Opas (Organização Pan-americana da Saúde), em parceria com o Ministério da Saúde.

Em novembro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou duas ações que contestavam pontos considerados controversos do Mais Médicos e decidiu manter o programa em sua integralidade .

O Revalida, citado por Bolsonaro como a ferramenta ideal para "expulsar" os cubanos,  é o exame obrigatório aplicado a brasileiros e estrangeiros formados em Medicina fora do Brasil para que eles sejam habilitados a trabalhar como médicos no País. 

Leia também: Bolsonaro chama críticos ao seu plano de governo de "analfabetos"

Jair Bolsonaro foi recebido com festa em Presidente Prudente:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.