Tamanho do texto

Sem-terra devem acampar no estacionamento próximo ao estádio Mané Garrincha, de onde seguirão ao Tribunal Superior Eleitoral na quarta-feira

Partido dos Trabalhadores (PT) tem até esta quarta para registrar a candidatura do ex-presidente, no limite do prazo
Ricardo Stuckert
Partido dos Trabalhadores (PT) tem até esta quarta para registrar a candidatura do ex-presidente, no limite do prazo

Centenas de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizaram nesta terça-feira (14) uma  marcha favorável a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Três rodovias do Distrito Federal registraram engarrafamentos devido ao deslocamento dos manifestantes favoráveis a candidatura do ex-presidente . Os militantes ocuparam a região central de Brasília e foram distribuídos em três grupos, nomeados como "colunas".

Os sem-terra devem acampar no estacionamento próximo ao estádio Mané Garrincha, de onde seguirão ao Tribunal Superior Eleitoral na quarta-feira (15). O Partido dos Trabalhadores ( PT ) tem até esta quarta para registrar a candidatura de Lula , no limite do prazo.

No entanto, o registro poderá ser impugnado pela Lei da Ficha Limpa, uma vez que Lula foi condenado em 2ª instância a 12 anos e um mês de prisão no caso do tríplex do Guarujá

Caso o petista seja impedido de se candidatar à Presidência da República, o ex-prefeito da cidade de São Paulo Fernando Haddad assumirá a chapa, tendo como vice Manuela D'Ávila, do PCdoB.

De acordo com a coordenação nacional do MST , os militantes não trabalham com a hipótese de Lula não ser candidato. O grupo pede que o Supremo Tribunal Federal (STF) suspenda o resultado do julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Advogados de Lula defende candidatura do ex-presidente

Defesa de Lula argumenta que a candidatura do ex-presidente é possível já que o petista mantém seus direitos políticos
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
Defesa de Lula argumenta que a candidatura do ex-presidente é possível já que o petista mantém seus direitos políticos

O Partido dos Trabalhadores (PT) planeja registrar a candidatura de Lula à Presidência da República nessa quarta-feira (15) no TSE. O partido convocou apoiadores para fazerem uma marcha em frente à Corte para acompanhar o cumprimento do rito e cobrar a validação da candidatura de Lula.

Preso desde abril em Curitiba por conta de condenação imposta pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), o ex-presidente se enquadra na Lei da Ficha Limpa, que veda candidaturas de pessoas condenadas por órgão colegiado de segunda instância.

Leia também: Discreta, Rosa Weber assume presidência do TSE com caso Lula no horizonte

A defesa de Lula, por outro lado, argumenta que a candidatura do ex-presidente é possível já que o petista mantém seus direitos políticos pois ainda há vias recursais disponíveis para ele reverter a sentença do processo no qual ele foi condenado, o caso tríplex da Lava Jato.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.