Tamanho do texto

Segundo turno foi disputado entre Mauro Carlesse e Vicentinho Alves

Mauro Carlesse (PHS) e  Vicentinho Alves (PR) disputam o segundo turno do governo do Tocantins neste domingo
Divulgação
Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho Alves (PR) disputam o segundo turno do governo do Tocantins neste domingo


Mauro Carlesse (PHS) foi eleito governador do Tocantins neste domingo (24). Até o momento, 92% das urnas foram apuradas, e 75% dos votos válidos foram para ele, que já não pode ser alcançado por Vicentinho Alves (PR), com quem disputava o segundo turno.

Carlesse deve atuar no cargo até o dia 31 de dezembro e pode concorrer à reeleição para governador de Tocantins em outubro. A posse está prevista para o dia 9 de julho.

Após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassar, em março deste ano, os mandatos de Marcelo Miranda (MDB) e da vice, Cláudia Lélis (PV), os eleitores do estado tiveram que decidir quem seria o novo governador do estado.

Leia também: Mauro Carlesse e Vicentinho vão para o segundo turno no Tocantins

No primeiro turno, que aconteceu no dia 3 de junho, Carlesse conseguiu 30,3% dos votos, ante 22,2% obtidos por Vicentinho. Eleito presidente da Assembleia Legislativa em 2016, o candidato do PHS assumiu o governo de Tocantins após a cassação de Miranda e Cláudia por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014.

Carlesse disputou o pleito representando uma coalizão formada pelo PHS, DEM, PRB, PP, PPS, PMN e PTC. Paranaense, fez carreira como empresário no ramo agropecuário no Tocantins. Em 2014, foi eleito deputado estadual pelo PTB.

Vicentinho representa chapa formada pelo PR, PPL, PROS, Solidariedade e PMB. Ele é senador pelo estado desde 2011. O político ficou em terceiro lugar nas eleições de 2010, mas assumiu uma cadeira no Senado com a cassação de Marcelo Miranda (MDB) naquele pleito. Ele foi prefeito de Porto Nacional, deputado estadual, governador e deputado federal.

Leia também: Devido à violência no Rio, Fux autoriza Tribunal de Justiça antecipar expediente

Eleições suplementares ocorrem também em outras cidades

Mais sete municípios realizarão eleições suplementares neste domingo, além do estado do Tocantins. Os eleitores de Santa Luzia (MG), Itanhomi (MG), Timoteo (MG), Cabo Frio (RJ), Rio das Ostras (RJ), Moju (PA) e Santa Cruz das Palmeiras (SP) voltarão às urnas, mas para eleger prefeitos e vice-prefeitos em substituição aos que foram cassados. 

Leia também: Prisão de ex-diretor da Dersa é malvista para campanha de Alckmin, diz jornal 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.