Tamanho do texto

O senador Lindbergh Faria, além de diversos outros deputados federais do PT, também solicitaram a mudança, que foi anunciada em suas redes sociais

Diversos parlamentares, como a senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann, começaram a incluir
Reprodução/Twitter
Diversos parlamentares, como a senadora e presidente do PT Gleisi Hoffmann, começaram a incluir "Lula" em seus nomes


Diversos petistas estão tentando adicionar “Lula” aos seus nomes parlamentares oficiais, em mais um protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os senadores Lindbergh Faria (PT-RJ) e Gleisi Hoffmann (PT-PR), por exemplo, encaminharam ofícios ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), solicitando a mudança. Na Câmara dos Deputados, pedidos também foram enviados a Rodrigo Maia (DEM-RJ) com o mesmo requerimento.

Leia também: STF julga hoje habeas corpus de Palocci e Maluf e encara impasse entre ministros

Segundo informações do jornal O Globo , ao menos 22 deputados federais do partido pediram a alteração até a noite da última terça-feira (10) e adicionaram “ Lula ” aos seus nomes parlamentares. As solicitações, no entanto, podem aumentar: o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) publicou em sua conta no Twitter que toda a bancada do partido deve aderir ao protesto.



Ainda de acordo com o jornal, a ideia partiu do deputado Leo de Brito (PT-AC) em uma reunião da bancada e foi aceita por todos. A decisão de modificar o nome, porém, seria individual, e não uma imposição do partido, com o objetivo de fazer o nome do ex-presidente aparecer nos painéis das duas casas do Congresso Nacional, o Senado e a Câmara dos Deputados.

Leia também: Sem foro privilegiado, investigação contra Alckmin deve ir para 1ª instância

Deputados federais também aderem à mudança de nome

Além das manifestações de Hoffmann e Faria, vários outros  parlamentares já divulgaram a mudança de nome em suas redes sociais. Dentre eles, os deputados federais Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ), Reginaldo Lopes (PT-MG), Décio Lima (PT-SC) e Paulo Teixeira (PT-SP), que anunciaram a mudança no Twitter nesta quarta-feira (10).


Leia também: Marco Aurélio suspende ação sobre prisão em segunda instância por cinco dias

Os nomes parlamentares com "Lula" seriam alterados de forma automática, de acordo com o deputado Pimenta, caso tenham até 18 caracteres.

A medida é uma maneira que os políticos encontraram para protestar contra a prisão do ex-presidente, decretada na última semana pelo juiz federal Sérgio Moro, após o Supremo Tribunal Federal negar o pedido de habeas corpus do petista.

Preso desde sábado (7), Lula foi  condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o apartamento no Guarujá, no litoral sul de São Paulo.l

    Leia tudo sobre: Lula