Tamanho do texto

Presidente recebeu Rodrigo Maia e Moreira Franco para discutir a reforma da Previdência; Gilmar Mendes também foi ao encontro de Michel Temer

Presidente Michel Temer gravou propaganda e realizou reuniões neste domingo (17) em Brasília
Marcos Corrêa/PR - 22.11.17
Presidente Michel Temer gravou propaganda e realizou reuniões neste domingo (17) em Brasília

O presidente Michel Temer teve agenda cheia neste domingo (17) no Palácio da Alvorada, onde ele gravou propaganda pela manhã para enaltecer a entrega de novas unidades do programa habitacional Minha Casa Minha Vida. 

Leia também: Alckmin diz que PSDB punirá deputado que votar contra a reforma da Previdência

O principal compromisso do presidente no dia ficou por conta de uma reunião com o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O principal tema do encontro foi a reforma da Previdência, cuja votação no plenário da Câmara ficou somente para o dia 19 de fevereiro, portanto só após o carnaval de 2018. Ainda nessa sexta-feira (15), ao dar posse a Carlos Marun (PMDB) no cargo de seu novo articulador político, Temer minimizou o fato de a votação ter sido adiada para o ano que vem e  considerou que o momento é de "convencimento" dos deputados a respeito da matéria.

De acordo com a assessoria do Planalto, o encontro realizado no Palácio da Alvorada também contou com a presença do presidente das lojas Riachuelo, Flávio Rocha, empresário que apoiou bandeiras do governo (como a reforma trabalhista) em oportunidades anteriores.

Leia também: "Não torço pela prisão de Lula", diz Aécio; senador reconhece "erro" no caso JBS

Gilmar Mendes

Também neste domingo, o presidente Michel Temer recebeu o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. De acordo com a assessoria do magistrado, Mendes, que até o início do mês ocupava a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi ao encontro de Temer para agradecer pela mudança no horário de verão no próximo ano.

O presidente assinou um decreto na sexta-feira reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a valer no primeiro domingo de novembro. Este ano, o horário de verão começou no terceiro domingo de outubro.

O TSE havia pedido a alteração a fim de evitar atrasos na apuração dos votos e na divulgação dos resultados da eleição do ano que vem.

Leia também: Sem comer há 2 dias, Anthony Garotinho cobra investigação do CNJ contra juiz

*Com informações e reportagem da Agência Brasil