Tamanho do texto

Por ocasião do depoimento de Lula, uma série de protestos – a favor e contra a prisão do ex-presidente da República – estão sendo marcados na cidade

“Não costumo fazer isso, mas vou fazer isso dessa vez”, diz Moro logo no início da gravação feita em Curitiba
Reprodução/ Facebook
“Não costumo fazer isso, mas vou fazer isso dessa vez”, diz Moro logo no início da gravação feita em Curitiba

A poucos dias do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, o juiz federal Sérgio Moro divulgou, na noite deste sábado (6), um vídeo em que pede para que manifestantes não compareçam à Justiça Federal, na capital paranaense, na próxima quarta-feira (10), quando o petista se encontrará com o magistrado. 

Leia também: Use a aposentadoria, sugere Sérgio Moro a delator que reclamou de passagem cara

“Não costumo fazer isso, mas vou fazer isso dessa vez”, diz Moro logo no início da gravação. “Tenho ouvido que muita gente que apoia a Operação Lava Jato pretende vir a Curitiba manifestar esse apoio [...] eu digo o seguinte: este apoio sempre foi importante, mas nessa data ele não é necessário”, afirma o magistrado no vídeo que foi publicado na página do Facebook mantida por sua mulher, Rosângela Wolff Moro.

Por ocasião do depoimento de Lula, uma série de protestos – a favor e contra a prisão do ex-presidente – estão sendo marcados na cidade. Esta será primeira vez em que Lula e Moro se encontrarão cara a cara na sala de audiências.

O depoimento de Lula será dado no processo em que ele é acusado de receber propina da empreiteira OAS por meio das reformas de um apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, e de um sítio em Atibaia, no interior do estado. A defesa do ex-presidente nega que ele seja dono dos imóveis.

Leia também: Curitiba terá esquema de segurança reforçado no dia do interrogatório de Lula

Grupos de simpatizantes do ex-presidente e de defesa da Lava Jato planejam se aglomerar nas proximidades do fórum, mas a Secretaria de Segurança Pública do Paraná planeja um esquema especial para data. Haverá um bloqueio em um raio de 150 metros em torno do prédio, e apenas jornalistas credenciados e moradores da região poderão passar pelos policiais.

"Não venham"

“Tudo que queremos evitar nessa data é uma confusão e conflito, e acima de tudo não quero que ninguém se machuque em eventual discussão ou conflito nesta data, por isso minha sugestão é: não venha [a Curitiba]. Não precisa, deixe a Justiça fazer seu trabalho com normalidade, e espero que todos compreendam”, concluiu Moro no vídeo de pouco mais de um minuto.

Leia também: Amigo de Lula pede que Moro devolva presente confiscado pela Lava Jato

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.