Penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo
Edson Lopes Jr/A2 Fotografia/Agência O Globo
Penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo

A visita intima de uma mulher de 41 anos ao seu companheiro terminou de forma trágica no interior de São Paulo. O detento de 39 anos assassinou nesse domingo, 13, a esposa na Penitenciária 2 "Maurício Henrique Guimarães Pereira", em Presidente Venceslau.

De acordo com "G1", o preso enforcou e bateu a cabeça da mulher "várias vezes no piso da cela". E depois "ele jogou o corpo da vítima no piso inferior, ainda o puxou até o meio do pátio”. Um outro detento e sua companheira tentaram ajudar a vítima e evitar o crime, mas não tiveram sucesso.

A morte foi causada "mediante constrição de seu pescoço", o que significa enforcamento. A Polícia Civil autuou em flagrante o homem pelo cometimento de homicídio doloso qualificado, que acontece contra a mulher por razões da condição de sexo feminino (feminicídio).

Depois disso, o preso foi transferido para a Penitenciária 1 "Zwinglio Ferreira", também em Presidente Venceslau, onde foi encarcerado em cela própria.

Ao ser interrogado, o homem confessou o crime e alegou que matou a companheira "porque ela estaria se prostituindo". De acordo com o "G1" ele não deu mais detalhes à polícia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários