Nayra Gatti foi encontrada morta com sinais de estrangulamento
Reprodução/redes sociais
Nayra Gatti foi encontrada morta com sinais de estrangulamento

A polícia civil da Bahia prendeu nesta quinta-feira um homem suspeito de envolvimento na morte da jovem Nayra Gatti, de 14 anos, assassinada no distrito Caraíva, em Porto Seguro, em meados de dezembro . O homem se apresentou na delegacia junto de seus advogados após a decisão judicial.

O pedido da prisão foi feito após a polícia ter acesso a áudios deixados por outro homem, também investigado, pouco antes deste cometer suicídio. Na gravação, ele afirma que o homem que foi preso consumia entorpecentes e álcool próximo a Nayra Gatti.

"No áudio, ele diz o nome do suposto autor. Em parceria com a PM, conseguimos localizar o homem e interrogá-lo. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) também colheu o material genético dele para averiguação, e representamos pela prisão, que foi concedida pelo Plantão Judiciário", disse o coordenador da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), delegado Moisés Damasceno.

O homem que se matou chegou a prestar depoimento aos investigadores, antes de tirar a própria vida.

Leia Também

"Ele negou qualquer envolvimento e aceitou fornecer o material genético para ser comparado com o que foi coletado na vítima. Ele levantou suspeitas da polícia após sair do distrito no mesmo dia que o corpo da jovem foi encontrado, como se estivesse fugindo", concluiu o delegado.

No momento, a polícia aguarda o resultado dos exames genéticos.

O corpo da adolescente foi encontrado com sinais de estrangulamento e estupro após ela ter ficado 24 horas desaparecida . Nayra Gatti havia sido vista pela última vez pelo pai e a irmã, logo antes de uma interrupção no serviço de eletricidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários