Pilotos que jogaram rosas em enterro de traficante são indiciados pela PCRJ
Reprodução
Pilotos que jogaram rosas em enterro de traficante são indiciados pela PCRJ

Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou os dois pilotos responsáveis pelo voo que lançou pétalas de rosas no enterro do traficante Natã Isaque Souza Santos no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio, em 2018. De acordo com a 16ª DP (Barra da Tijuca), eles foram indiciados por crimes contra a ordem tributária e atentado contra a segurança de transporte aéreo.

Em nota, a polícia informou que as investigações apontam que eles não emitiram nota fiscal, além de não possuírem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para a atividade em espaço aéreo controlado pelo órgão.

Ainda segundo a corporação, o casal que contratou os serviços da empresa foi indiciado por associação ao tráfico, apologia ao crime e lavagem de dinheiro.


O criminoso morreu durante uma tentativa de invasão dos traficantes de Acari, na Zona Norte, ao Morro da Babilônia, no Leme, na Zona Sul, em junho de 2018. Na ocasião, sete corpos, incluindo o de Natã, foram encontrados entre a Praia Vermelha e o Leme.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários