Polícia Civil do Rio identifica um dos sequestradores de helicóptero
Reprodução
Polícia Civil do Rio identifica um dos sequestradores de helicóptero

Através de exames de impressão digital, a Polícia Civil já identificou um dos criminosos que sequestraram um helicóptero particular , na tarde do último domingo (19), obrigando o piloto a seguir até o Complexo de Gericinó, em Bangu. Ele é integrante da facção Comando Vermelho.

De acordo com informações apuradas pela reportagem, o objetivo da dupla era resgatar um preso da facção no presídio Vicente Piragibe, durante o período de visitas. Nesse intervalo, famílias estariam no pátio com os detentos, facilitando assim a fuga.

No entanto, conforme o Meia Hora antecipou, ontem, o piloto Adonis Lopes, que também é piloto da Polícia Civil, conseguiu frustrar o objetivo dos sequestradores ao tentar pousar no 14ºBPM (Bangu). Ele entrou em luta corporal com os criminosos e quase perdeu o controle da aeronave. Nesse momento, ele conseguiu enviar um sinal ao centro de controle aéreo, informando que o helicóptero estava sob o domínio de bandidos.

A polícia já sabe, também, que a dupla pagou o total de R$ 14 mil para a viagem, de ida e volta, até Angra dos Reis. Eles saíram da Lagoa, na Zona Sul do Rio, na manhã e retornaram no mesmo dia -- antecipando em 24 horas o fim da viagem.

Quando a dupla resolve abortar o resgate, após a manobra do piloto, eles demandam que sejam deixados na comunidade do Caramujo, em Niterói, área dominada pelo Comando Vermelho.


As investigações para saber quem seria o preso resgatado continuam pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Denúncias podem ser passadas pelo instagram da especializada: @draco_ie

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários