Polícia Federal (PF)
Divulgação/Polícia Federal
Polícia Federal (PF)

A Polícia Federal (PF) cumpriu hoje (2) mandados de busca e apreensão para procurar equipamentos usados para armazenar e compartilhar imagens de exploração sexual infantojuvenil nas cidades de Campinas e Várzea Paulista, os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal de Campinas e de Jundiaí.

Segundo a PF, as investigações começaram com a cooperação jurídica internacional e o Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal (NURCOP) foi acionado. Foram identificados usuários de redes sociais e de compartilhamento que realizaram milhares de transmissões de arquivos contendo cenas de pedofilia.

A operação de hoje também teve como objetivo identificar outras pessoas que utilizavam esses meios para repassar o material ilegal e possíveis vítimas do grupo.

“A PF segue continuamente realizando ações dessa natureza, a fim de reprimir o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes em todas as suas modalidades”, diz a PF.

As penas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente para os crimes de produção, posse e transmissão desses arquivos ilegais podem, somadas, chegar a 18 anos de prisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários