Coaf revela que líder do governo Bolsonaro recebeu repasse
Reprodução
Coaf revela que líder do governo Bolsonaro recebeu repasse "atípico"

Um documento produzido e apresentado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) indica que o líder do  governo Jair Bolsonaro na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR), recebeu um repasse "atípico" em suas contas de R$ 125 mil. A transferência teria sido realizada por um agricultor paranaense. As informações são do portal O Globo.

Barris é morador de Maringá, seu reduto eleitoral, e o agricultor em questão chama-se João Beraldo. Mesmo com a alcunha de 'pobre', o agricultor admite que o recurso foi direcionado ao parlamentar. Segundo o rapaz, o deputado federal estaria passando por um 'aperto'.

Em sua última prestação de contas, Barros declarou ter uma quantia total de R$ 5,5 milhões de bens, além de um patrimônio líquido de R$ 446 mil.


"Uma terceira pessoa me pediu (que emprestasse o dinheiro a Barros), e eu emprestei. Não quero falar o nome dessa pessoa. Disseram que era um aperto, que ele (Barros) estava precisando do dinheiro, e eu emprestei. Não recebi até hoje. Ele deu prazo de 30 a 40 dias para pagar e não pagou. E está prorrogando, diz que vai pagar mais para frente. Não tenho nada a esconder. Não tenho contato com Barros, não tem conversa com ele. Não falo com ele nem por telefone. Falei por telefone uma vez só, sobre outro assunto, e nunca mais falei", explica Beraldo à equipe de reportagem. Em sua defesa, o agricultor diz que "se alguém fez algo errado, foi ele".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários