Casa onde ocorreu o crime
Divulgação/ Bombeiros SC
Casa onde ocorreu o crime


A mãe da  adolescente de 13 anos, morta em Criciúma (SC) nesta sexta-feira (13) , desabafou no Facebook. De acordo com ela, o pai, principal suspeito pelo assassinato, é um "bicho, animal e monstro". Ela completou o post se dizendo "desesperada, sem palavras e de coração partido" pelo ocorrido. 

"Você me deixou, filha. Por um monstro que dizia ser pai. Um bicho animal que tirou sua vida. Tô (sic) desesperada, sem palavras, coração partido. A saudade está me matando por não ver mais você sorrindo, brincando. Que deus te dê um novo lugar no céu", disse a mãe da adolescente na rede social. 

Relembre o caso

Um homem de 39 anos foi preso na manhã deste sábado (14), por suspeita de ter matado a filha de 13 anos e esfaqueado o outro filho, de 7 anos, em Criciúma, no Sul de Santa Catarina.

Em seguida, ele teria colocado fogo na casa onde outros quatro filhos moravam. O crime teria ocorrido por volta das 21h35 de sexta-feira, na Rua Everson Ramos Jesuíno, no bairro Meller.

Você viu?

Segundo a Polícia Militar, o suspeito estava na residência com os seis filhos. Com uma faca, acertou a perna do menino e, depois, feriu a adolescente. Antes de fugir, ele incendiou o imóvel. Os irmãos conseguiram sair da casa e não se feriram. A mãe das crianças não estava em casa no momento do crime.


Equipes do Bombeiros foram acionados e localizaram o corpo da garota carbonizado dentro da casa.

Segundo a polícia, há informações de que ela ajudou a saída do irmão da casa, mas por estar debilitada acabou por ficar no interior da residência em chamas. O menino de 7 anos foi encaminhando para o hospital da região. Segundo a polícia, o homem tinha passagens policiais por furto, lesão corporal, posse de drogas e tentativa de homicídio.

De acordo com o delegado Fernando Pagani Possamai, o homem não confessou os crimes de forma direta, mas relatou que estava na casa e que estava fazendo uma 'comidinha'. No entanto, não recorda o que aconteceu.

A Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias e Instituto Médico Legal estiveram no local. O IGP coletou material para analisar a causa da morte da adolescente. O homem foi levado para o Presídio Santa Augusta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários