Edmilson Gomes Menezes foi capturado pela Força-Tarefa da Polícia Civil
Reprodução/Arquivo pessoal
Edmilson Gomes Menezes foi capturado pela Força-Tarefa da Polícia Civil

RIO - O miliciano Edmilson Gomes Menezes, conhecido como Macaquinho, foi preso, na tarde desta quinta-feira, na comunidade do Campinho, na Zona Norte do Rio. No momento em que foi localizado por policiais civis, o criminoso estava escondido embaixo de uma cama, dentro de uma casa vizinha à residência em que ele vivia na favela.

Edmilson chefia o grupo paramilitar que domina não só o Campinho, como também as comunidades do Fubá e do Jordão, na mesma região, e as favelas Barão, Divino e Chacrinha, todas em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade. Ele era apontado pelas autoridades como um dos milicianos mais procurados do estado. O Disque-Denúncia (21 2253-1177) oferecia recompensa de R$ 5 mil por informações que pudessem levar à captura do criminoso.

O bandido foi preso por uma Força-Tarefa de Combate às Milícias da Polícia Civil. Segundo a corporação, participaram da ação agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco).

No passado, Edmilson chegou a ser aliado de Wellington da Silva Braga, o Ecko, miliciano que era tido como o mais perigoso do Rio e foi morto em um confronto com a polícia em junho deste ano. Os dois, porém, romperam relações e chegaram a travar, em janeiro, uma guerra pelo controle da Gardênia Azul, também em Jacarepaguá. Edmilson sempre esteve associado ao miliciano Danilo Dias Lima, o Tandera, mais um ex-companheiro de Ecko.

Você viu?

Em novembro do ano passado, um irmão de Macaquinho, Michel Gomes Menezes, conhecido como Chechel, foi preso com outros quatro comparsas pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), mais uma vez em Jacarepaguá. Na ocasião, de acordo com a Polícia Civil, o bando estava se preparando para realizar um ataque Morro do Dezoito, no mesmo bairro, que é dominado pela maior facção criminosa do estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários